Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Promotora garante a Gala

Silva Cacuti - 03 de Fevereiro, 2015

Kicanga tem as condições criadas para defender o título no pavilhão Palanca Negra na província de Malanje no próximo fim de semana

Fotografia: Jornal dos Desportos

O combate de atribuição dos títulos mundiais do Conselho Universal de Boxe (UBC), em posse do pugilista angolano Tony Kicanga, e para a obtenção do título mundial de meio-pesado (79,9 Kg)  da versão do Conselho Mundial de Boxe (WBC), vai ser realizado no próximo sábado, no recinto do pavilhão Palanca Negra, na cidade de Malange.

A garantia foi dada ontem ao Jornal dos Desportos por Gaspar Guedes, da promotora responsável pela realização da Gala internacional. “Estivemos a  fazer contactos, na busca dos valores para o “cachet”. Agora, podemos assegurar que no dia 7 do corrente vai acontecer a Gala de atribuição dos títulos mundiais no nosso país.

Para nós, é um orgulho estarmos a contribuir para que Tony Kicanga, um filho de Angola, tenha a oportunidade de defender o seu título no nosso país”, disse. A Gala está marcada para as 19h00. Tony Kicanga é desafiado pelo georgiano George  Aduashvili. O adversário de Kicanga, juízes e responsáveis da WBC e UBC têm chegada prevista para a sexta-feira, dia em que pode ocorrer a apresentação da Gala, num local a anunciar.

“Queremos que sigam para Malange de avião, porque de carro pode ter efeitos negativos. Então, vamos ver entre o horário de chegada do adversário de Tony Kicanga e o embarque para Malange, um tempo para fazermos a apresentação da gala”, disse. Em princípio um outro combate profissional entre pugilistas angolanos está também agendado.

A gala vai ainda ser abrilhantada por músicos locais e outros idos de Luanda. Tony Kicanga, de 41 anos, vem de três combates vitoriosos, num registo de 17 vitórias, 20 derrotas, dois empates e um combate nulo.

O último combate de Tony Kicanga foi em 2013. Aduashvili, de 33 anos, soma cinco vitórias consecutivas. Tem um registo de 17 vitórias, 10 derrotas e um empate. O seu último combate foi disputado em 2014.

O WBC é uma das três organizações maiores reconhecidas pelo IBHOF que sancionam os campeonatos mundiais de boxe ao lado da Federação Internacional de Boxe (IBF) e da Associação Mundial de Boxe (WBA).
Silva Cacuti