Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Prova planeia aumentar número de motos

25 de Março, 2016

Motos podem aumentar na MotoGP

Fotografia: AFP

A MotoGP planeia oferecer ainda mais emoção aos fãs nas próximas temporadas. Após um desfecho polémico em 2015 com a luta entre Valentino Rossi e Marc Márquez, a categoria quer aumentar o número de 21 pilotos para 24 no grid de 2017. Com a entrada da equipa KTM, o número de competidores já iria crescer automaticamente, no entanto, os organizadores estão a encarar algo maior.

No próximo dia 29 de Abril as equipas interessadas em ingressar na MotoGP deverão apresentar um resumo conciso da sua história e suas credenciais. Posteriormente, as equipas consideradas potenciais candidatos vão receber mais detalhes sobre condições de participação na categoria e a requisição de um projecto mais detalhado, que deverá ser entregue à IRTA, a associação das equipas de motociclismo.

A MotoGP concordou com o congelamento das regras e um pacote de assistência financeira para as equipas até 2021, que garante 22 até 24 motos no grid todo ano. Em troca disso, as equipas Yamaha, Honda, Ducati, Suzuki, Aprilia e KTM asseguraram fornecer equipamentos para duas ou até quatro equipas. Apenas a Ducati, que abastece a Pramac e a Avintia, já está com a sua cota gasta para suplementos.

Na actual temporada Yamaha e Honda deverão polarizar a disputa pelo título mundial, com Valentino Rossi, Jorge Lorenzo e Marc Márquez protagonizando uma disputa acirrada. A Ducati surge como terceira força e pode surpreender, já que o italiano Andrea Dovizioso garantiu o terceiro lugar no GP do Catar, o primeiro do ano. O próximo compromisso das equipas acontece no dia 3 de Abril, na Argentina.