Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Rafael Nadal considerado o maior da temporada 2013

20 de Novembro, 2013

Rafael Nadal no topo do ranking

Fotografia: AFP

O egresso de Rafael Nadal no topo do ranking da ATP e a queda de Roger Federer são os factos mais marcantes da temporada 2013 do ténis masculino, que terminou domingo com  vitória checa na Copa Davis. Ausente por sete meses o ano passado em função de uma lesão no joelho esquerdo, o espanhol voltou com tudo ao circuito, retomou  a posição de número um  do mundo das mãos de Novak Djokovic.

 O ano de 2013 entra na história como um dos melhores da carreira de 'Rafa', com dez torneios conquistados,  dois Grand Slams (Roland Garros e US Open). Com treze Grand Slams no currículo, o tenista de 27 anos,  corre atrás agora do recorde de Roger Federer (17).Pela primeira vez na carreira, Ferrer disputou uma final de Grand Slam (Roland Garros) e terminou o ano no pódio do ranking da ATP (3º). O espanhol bateu também o seu recorde pessoal de finais disputadas (9), mas conseguiu conquistar apenas dois troféus.

Na sombra do compatriota Roger Federer desde sempre, o suíço terminou a boa temporada,  participou  pela primeira vez do ATP Finals e chegou  às meias-finais do torneio, que reúne os oito melhores tenistas do ano. Wawrinka também alcançou de maneira inédita as meias-finais de um Grand Slam (US Open).O argentino voltou a mostrar o ténis , que o ajudou a conquistar o US Open de 2009. Neste ano, Del Potro disputou seis finais (recorde pessoal), duas delas em Masters 1000 (perdidas em Indian Wells e Xangai). Aos 25 anos, ele parece ser o tenista mais apto a acabar com a supremacia do 'Big Four' (Nadal-Djokovic-Murray-Federer) em 2014.

Número dez do mundo ao fim da temporada de 2012, o francês fechou o ano de 2013 um pouco melhor, na nona posição, que lhe valeu, graças à desistência de Andy Murray, uma vaga no ATP Finals. Gasquet conquistou três torneios (Doha, Montpellier e Moscou) nesta temporada, o que não acontecia desde 2006.

Após terminar os últimos dois anos na primeira posição do ranking mundial, o sérvio perdeu a coroa para o grande rival, o espanhol Rafael Nadal.Derrotado por 'Rafa' nas meias-finais de Roland Garros e na decisão do US Open, 'Djoko'  redimiu-se , fechou  o ano com chave de ouro: quatro títulos seguidos, e o ATP Finals. Apesar da derrota da Sérvia na final da Copa Davis, Djokovic venceu as duas partidas de simples na competição por equipas. A disputa com Nadal em 2014 promete ser intensa e imperdível.

O escocês acabou com um tabu de 77 anos,  ao  tornar-se  o primeiro britânico desde Fred Perry a conquistar o Grand Slam de Wimbledon. Murray viveu, porém, um  fim de ano melancólico, foi obrigado a jogar ‘a toalha ‘ em Setembro para operar às costas. Durante a  sua ausência, David Ferrer  tirou-o  do pódio do ranking da ATP. Fica agora  a dúvida  se Murray tem  condições de voltar às quadras em Janeiro para disputar o open  da Austrália, torneio que  ainda não conquistou. Recentemente, o britânico declarou,  que só disputa  o primeiro Grand Slam do ano se estiver “em condições de vencer”.