Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Raikkonen minimiza resultados

05 de Agosto, 2014

O finlandês tem um carro tecnicamente inferior em relação aos seus principais rivais facto que tem dificultado as suas aspirações na presente temporada da Fórmula-1

Fotografia: AFP

Depois de duas temporadas na Lotus, Kimi Raikkonen voltou à Ferrari este ano em busca de melhores condições para lutar pelo título, mas o que acontece é completamente diferente do que ele imaginava. Com um carro tecnicamente inferior em relação aos principais rivais, o finlandês tem sofrido ao longo da temporada e ainda não conseguiu bater o companheiro Fernando Alonso. Apesar de estar numa situação desconfortável, mostra-se confiante e parece lidar bem com os altos e baixos.

"Tem sido um ano difícil, mas a vida é assim. Não é divertido quando se tem momentos difíceis, mas já aconteceu antes e é assim que vai ser. Nós tentamos fazer as coisas da melhor forma o tempo todo, cometer menos erros e pegar o carro para que eu seja rápido novamente", afirmou Raikkonen, à espera de melhorias.

"É um caso de colocar as coisas no lugar certo. Infelizmente, não conseguimos fazer isso aqui e ali. Tenho confiança na equipa, mas, obviamente, tem de haver mudanças e melhorias, mas isso só pode acontecer quando nós trabalharmos como uma equipa", completou. Raikkonen é apenas o 12º colocado no Mundial de Pilotos, com 27 pontos, 88 a menos que Alonso, que ocupa o quarto lugar.

O melhor resultado do finlandês na temporada é a sexta posição no GP da Hungria - última corrida disputada antes da pausa na categoria. Os seus resultados são completamente diferentes em relação ao ano passado, quando, após 11 provas realizadas, ele já tinha vencido uma corrida e terminado em segundo lugar noutras cinco.