Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Raikkonen pode falhar GP da Coreia

25 de Setembro, 2013

Piloto finlandês corre o risco de falhar o GP da Coreia do Sul por sentir fortes dores nas costas

Fotografia: AFP

As dores nas costas que atrapalharam o fim-de-semana do finlandês Kimi Raikkonen no Grande Prémio de Singapura de Fórmula 1 podem evitar que ele participe na próxima etapa do Mundial da categoria, o GP da Coreia do Sul. A prova em Yeongam está marcada para 6 de Outubro, mas as actividades no circuito começam dois dias antes.

Kimi Raikkonen precisou de tratamento para participar na prova de Singapura por causa de uma lesão na região entre uma costela e a coluna vertebral e só fez a corrida de domingo depois de receber uma injecção de cortisona. Em entrevista à agência de notícias AFP, ele colocou em dúvida a sua participação da próxima etapa.

“Não tenho a certeza, precisaremos de esperar para ver”, disse KimiRaikkonen ao ser questionado sobre a sua presença em Yeongam.
No GP de Singapura, domingo passado, o piloto finlandês foi um dos destaques apesar das fortes dores nas costas. Largando da 13ª posição, ele fez uma prova de recuperação e cruzou a linha de chegada em terceiro, atrás apenas de Sebastian Vettel (Red Bull-Renault) e Fernando Alonso (Ferrari).

A corrida em Singapura foi a primeira da Fórmula 1 após a Ferrari anunciar a contratação de Kimi Raikkonen para a temporada de 2014, em que fará dupla com Fernando Alonso. O finlandês vai trocar de lugar com o brasileiro Felipe Massa, que não teve o seu contrato renovado na equipa italiana e agora procura um posto na Lotus-Renault.

FOLHA SALARIAL

A troca de Felipe Massa por Kimi Räikkönen na próxima temporada poderá levar a Ferrari a gastar mais do dobro em salários. Tudo depende do tipo de contrato assinado, mas os rumores já começaram a circular em força.

O brasileiro tem um salário anual entre 8 e os 10 milhões de euros o qual, comparado com a fórmula de pagamento do finlandês na Lotus-Renault significa uma pechincha.

Kimi Räikkönen tem actualmente um salário fixo de 6 milhões de euros, a que junta 50 mil euros por cada ponto conquistado. Por estas contas, ganhou 16,35 milhões de euros em 2012 (207 pontos) e este ano já vai em 12,75 milhões (134).

CICLISMO
Alonso insiste em ter uma equipa


Fernando Alonso já não vai comprar a licença da equipa de ciclismo basca Euskatel Euskadi, visto que não chegou a acordo com a sociedade detentora dos direitos da formação onde milita o português Ricardo Mestre. No entanto, o piloto da Ferrari não desiste de ter uma equipa.


“Tentámos até ao fim mas é verdadeiramente impossível ter uma equipa de ciclismo em 2014. A minha paixão por este desporto e a minha vontade de colaborar permanecem intactas. Isso vai acontecer (ter uma equipa). Esta aventura está apenas a começar. Impaciente para chegar 2015”, pode ler-se num comunicado do piloto.

MUNDIAIS
Tony Martin e Fabian Cancellara disputam hoje o duelo mais esperado dos Mundiais de ciclismo de Florença, Itália, um contra-relógio de 56,8 quilómetros. Imbatível durante toda a época, o alemão viu a sua série de oito triunfos consecutivos, nos oito “cronos” em que participou esta temporada, abruptamente interrompida na Volta à Espanha, quando, frente a frente com Fabian Cancellara, viu o suíço levar-lhe a melhor.