Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Rali Raid regressa a Catete

Armindo Pereira - 10 de Abril, 2015

Motos e carros todo-o-terreno desbravam hoje as matas de Catete um despique único

Fotografia: Jornal dos Desportos

A segunda jornada do Campeonato Angolano de Rali Raid (CARR'2015) disputa-se hoje e amanhã, a partir das 7h00, em Icolo e Bengo, Catete, nas classes M (Motos),Q (Quads), E (Buggys UTV’s) e TT (Pick Ups e Jeeps). A prova promovida pela Ekuipa promete emoções na luta pelos primeiros lugares.

Pedro Cristina, promotor do espectáculo, garantiu que as condições estão criadas para as verificações administrativas e técnicas, depois do grosso dos participantes terem feito as inscrições à última hora. A prova conta com o patrocínio exclusivo da Touch & Talk.

“Temos tudo pronto para dar o sinal de largada e as caravanas seguirem viagem para o palco da competição”, disse.
Não vai ser desta que o CARR vai contar com a presença massiva de pilotos do campeonato provincial de motocross de Luanda, face ao envolvimento destes hoje na segunda ronda da competição. A coincidência nos calendários levou ao declínio do convite endereçado pela organização do CARR. No entanto, a prova pode contar com a mesma média habitual de motoqueiros, que varia entre quatro e seis concorrentes.

No “Rali Mar e Março”, prova inaugural do CARR, no mês passado, no Namibe, a dupla Maló Almeida e João Carlos fizeram a estreia do Suzuki Jimmy, na classe TT, e testaram a performance do veículo tendo em vista o arranque do “Troféu Jimmy” no decorrer desde ano.
De estreia não é tudo. O Team Speedkotas aproveita o evento em Catete para apresentar a sua nova Nissan pick up, assim como o Social Team que vai lançar o seu mais novo integrante em pista, o piloto Kiko.

O facto de ser realizado em dois dias, as provas do CARR arrastam consigo muitos seguidores. Os acampamentos estão montados em zonas reservadas. A adrenalina, as paisagens e o clima de festa neste evento único acabam por ser um chamariz para muitas famílias.

A presente edição tem um prólogo com cinco quilómetros (km) e duas “Especiais” com 36km e 17km. As especiais são repetidas duas vezes no sábado e no domingo, perfazendo um total de 217 km. O prólogo e a especial maior são muito semelhantes aos da época de 2014. A mais curta tem alguma pedra e ravinas, fruto das quedas pluviométricas.

Com o apoio da Quatenus, todos os pilotos vão ser portadores de um GPS para permitir a sua localização minuto a minuto. Para o promotor Pedro Cristina, isso significa mais um avanço na segurança dos concorrentes.
A Vauco e a TDA vão continuar a apoiar ao CARR com a cedência de duas viaturas  (Isuzu e JMC) para a abertura e fecho da pista.

MOTOCROSS
Jorge Varela
relembrado


A Associação Provincial de Motocross de Luanda homenageia hoje, um dos mais renomados executantes da modalidade, com a disputa do Grande Prémio Jorge Varela no circuito do Zango. A prova é a segunda de nove inscritas no programa do campeonato provincial.
A primeira prova disputou-se no circuito do Gamek, ao Morro Bento a 28 de Março e homenageou Fernando Varela. Yano Oliveira, Custódio Neto “Toito” e Álvaro Calado foram os vencedores nas categorias de 150cc, 250cc e Moto4.
A ressentir-se de dores no pé, resultante de uma queda na última manga da primeira prova, Toíto pensa voltar ao pedestal mais alto do pódio.
“Sinto dores no pé em função da pancada, mas estou a cumprir o meu plano de preparação para ver se consigo repetir a proeza da primeira prova”, disse.
O piloto da Zendra Tecnologia não receia os adversários. Está mais atento ao circuito, tem pista muito curta e com muitos obstáculos, comparado com o do Morro Bento.
Por seu turno, Zé Cazenga, campeão provincial dos 250cc, pode falhar a participação na prova devido às dores que ainda sente no pulso. “Tive um treino, caí e não estou a 100 por cento. Vou ver como me sinto no dia da prova. Se não estiver bem, não vou participar”, disse.Ainda assim, Zé Cazenga acredita que não está em risco o objectivo da revalidação do título provincial.            
SILVA CACUTI