Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Ranking com alterações de vulto

13 de Setembro, 2016

Williams foi campeã apenas em Wimbledon

Fotografia: AFP

Muitas mudanças ocorreram nos rankings do ténis após, o Open dos Estados Unidos – último Grand Slam da temporada. Além da esperada troca de líderes no feminino, a finalizar a hegemonia de Serena Williams, diversas mudanças ocorreram na lista masculina e de duplas.

Para os brasileiros do simples, a actualização foi péssima. Em constante queda, Thomaz Bellucci, melhor do país na modalidade, perdeu 14 postos e já figura na 79ª colocação. O paulista agora é o único brasileiro no top 100, já que Thiago Monteiro perdeu 3 posições e é o 101º. Rogerinho Dutra (111º) e João Souza (125º) também caíram.

Só Guilherme Clezar (192º) teve uma melhoria na sua situação, volta para o top 200. Já na lista de duplas, Bruno Soares conquistou três importantes posições no ranking e ultrapassou os lendários irmãos Bob e Mike Bryan, além do parceiro recorrente de Marcelo Melo (3º), o croata Ivan Dodig.

Com o título do Open dos EUA, Soares agora é o quinto melhor do mundo na modalidade, enquanto o seu parceiro Jamie Murray manteve a quarta posição. Campeã na quadra rápida dos Estados Unidos, a alemã Angelique Kerber ultrapassou Serena, para tomar a liderança do ranking da WTA.

Em 2016, a tenista conquistou também o Open da Austrália, enquanto Williams foi campeã apenas em Wimbledon. Finalista nos EUA, Karolina Pliskova, da República Tcheca, saltou cinco postos e foi para a sexta posição. Além da tcheca, a espanhola Carla Suarez Navarro também entrou no top 10, indo da 12ª colocação para a oitava. Victoria Azarenka perdeu quatro postos e agora é a 11ª, enquanto Roberta Vinci caiu sete posições para ficar em 15ª.

No ranking masculino, a maior queda entre os dez primeiros foi a de Roger Federer, que não participou do Slam estadunidense e caiu três posições. Fora do top 5, o suíço agora é o sétimo da lista. Tomas Berdych foi de oitavo para nono colocado.

Eliminado por Novak Djokovic, na meia-final dos EUA, o francês Gael Monfils deu um grande salto e voltou a aparecer entre os dez melhores do mundo depois de cinco anos. Agora, na oitava posição, melhor ranking da carreira foi a sétima posição em 2009. Campeão, Wawrinka manteve a terceira posição do ranking e Djoko, mesmo como vice, segue isolado em primeiro.