Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

rbitros angolanos esto fora da lista

Antnio Ferreira| Lisboa - 09 de Junho, 2016

Fotografia: Jornal dos Desportos

Os árbitros internacionais angolanos estão de fora da pré-lista de eleitos pela Federação Internacional de Judo (FIJ), para dirigirem combates nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Verão, Rio 2016, num total de dezoito oficiais.

A convocatória definitiva será tornada pública, após disputa do torneio de Grand Slam do Japão, com cenário na cidade de Tóquio, no mês de Julho.O afastamento da arbitragem angolana dos principais palcos internacionais pesou na decisão da FIJ, que optou pelos melhores do ranking internacional. Na última actualização divulgada recentemente pela Federação Internacional de Judo, não constam nenhum angolano num quadro de oitenta (80) árbitros internacionais, que é liderado pelo espanhol Josep Manuel Cortes com 8,4 pontos e secundado por Guoqiao (China) e Akinobu Osako (Japão), com 8,3 e 8,2 pontos, respectivamente.

De acordo com a Federação Internacional de Judo (FIJ), da pré-lista de 18 árbitros, apenas catorze (14) serão elegíveis para apitarem nos Jogos Olímpicos, sendo 12 efectivos, mormente, os doze primeiros do ranking mundial. O quadro fica completo com a nomeação de dois (2) oficiais, enquanto os 4 afastados ficarão na condição de reservas. O árbitro internacional argelino Laid Hamouche é o único representante do continente africano.

Eis, os convocados:Jogos Paralímpicos Rio 2016 - Jeferson Vieira (Brasil), Eduardo Garcia (Portugal), Ângelo Santelia (França), Balázs Gosztony (Hungria), OlgaDmitrieva (Rússia), Sebastian Schek (Alemanaha), Fariz Huseynov (Azerbaijão), Gregory Moore (EUA), Maria Morena Antomarchi  (Venezuela), Chai Ling (China), Jhou Chang (Taiwan), Shozo Oyama (Japão).Reservas: Marylise Clement (Suíça),Ali Mohamad Azizi (Irão).

Jogos Olímpicos Rio 2016 - Edison Minakawa (Brasil), Akinobu Osako (Japão), Vladimir Vostrikov (Rússia), Vincent Druaux (França), Guoqiao Wang(China), Josep Manuel Cortes (Espanha), Andreas Hempel (Alemanha), Annamaria Fridrich (Hungria), Vladimir Hnidka (República Checa), Ioana Babiuc (Roménia), Mashbat Bukhbat (Mongólia), Nuno Carvalho (Portugal), Vladimer Nutsubidze (Geórgia),Everardo Garcia (México), Gary Takemoto (EUA), Slawomir Kownacki (Polónia), Laid Hamouche (Argélia) e Lubomir Petr (Austrália).
\\