Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Recordista ávida de correr meia-maratona de Luanda

Silva Cacuti - 01 de Setembro, 2015

Para a meia-maratona de Luanda estão confirmados nomes como o da etíope Atsede Tsegay, que detém o registo de 58´46´´ minutos

Fotografia: Jornal dos Desportos

A recordista mundial da meia-maratona, Florence Kiplagat, do Quénia, vai ser a primeira corredora a chegar a Luanda para correr a III edição da meia-maratona Cidade de Luanda que sai à rua no dia 6 do corrente. Segundo Domingos Castro, da organização, aquela referência mundial da modalidade chega a Luanda na próxima quinta-feira, 3, no final da manhã.Com tempo de 1h 05m 09s, tempo obtido a 16 de Fevereiro do corrente, na meia-maratona de Barcelona, Kiplagat renovou o seu record que já tinha sido obtido em Barcelona, no ano passado.

Com Kiplagat, 28 anos, chega outra referência, nomeadamente Dennis Kimeto, também proveniente do Quénia que fixou o recorde mundial da maratona em 2h,02m 57s, na edição de 2014 da maratona de Berlim.  Para a meia-maratona de Luanda tem confirmados nomes como o etíope Atsede Tsegay, que detém o registo de 58´46´´ minutos, mais 23 segundos que o recorde mundial do eritreu Zerzenay Tadese (58´23´´) entre os cerca de 10 mil corredores prevê acolher.

Os quenianos vencedores da edição passada, Sammy Kitwara (masculino) e Eunice Kirwa (feminino) estão também confirmados entre as figuras de elite que vão prestigiar a competição.Na classe masculina saltam à vista nomes como  Getu Feleke, Birhanu legese, Edwing kipsang; enquanto Cynthia Limo, Beatrice Mutai Ymer Wude engrossam a lista de atletas femininas. A prova vai ser disputada em duas distâncias, sendo a primeira de seis Km, correspondente à mini maratona das famílias e a prova principal que tem um percurso de 21 Km.

CONFERÊNCIA
APRESENTA ELITE

 A MRD Investments, empresa que organiza a III edição da meia-maratona Cidade de Luanda apresenta no próximo sábado, 5, o grosso de atletas de elite mundial que vão participar na prova. A apresentação será feita em conferência de imprensa, marcada para as 16H00, no Hotel Trópico, já na presença da maioria dos corredores.

No mesmo dia, segundo a organização, encerram as inscrições para a prova. As inscrições decorrem estão fixadas no valor de 500 kwanzas, mas a organização introduziu, este ano o "Dorsal Vip", inscrição taxada em 20 mil KZ, e que dá direito ao seu portador de iniciar a corrida junto dos atletas de elite, direito a um kit especial e com acesso a uma área vip, no final, onde haverá massagens disponíveis e serviços diferenciados.

Quanto aos prémios, a prova vai oferecer prémios monetários do 1º ao 15 classificado da tabela geral que podem ir de USD 500 a 18 mil, em função das marcas que forem alcançadas. Uma sub tabela para atletas angolanos define valores em Kwanzas de 300, 200 e 100 mil para os três primeiros classificados. Aos atletas paralímpicos estão previstos prémios de 100, 75 e 50 mil Kwanzas.

O percurso da meia maratona tem partida nas imediações do Ministério do Interior, corre toda a marginal no sentido Ilha de Luanda, faz retorno no ponto final e retorna até próximo da partida, após passar pelo largo do Porto de Luanda.