Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Red Bull promete alcançar Mercedes

10 de Dezembro, 2014

Red Bull promete alcançar Mercedes

Fotografia: AFP

A Red Bull foi superada pela Mercedes na época'2014, depois de quatro anos consecutivos de hegemonia com Sebastião Vettel, tetra-campeão mundial: 2010 -2013. O chefe da equipa austríaca, Christian Horner, está confiante numa época melhor em 2015.Em entrevista ao Crash.net, o britânico contou que ninguém esperava uma superioridade tão relevante dos motores Mercedes e que a equipa vai trabalhar forte no inverno europeu, para equilibrar as acções com a equipa prateada.

“Agora sabemos por onde começar. Este ano, falou-se da Mercedes, de que seriam capazes de montar um grande motor, mas ninguém realmente sabia o tamanho da diferença (para os outros). Para este inverno, sabemos qual é o déficit e o que devemos fazer para melhorar. Por isso, é mais fácil”, explicou Horner.

Confiante, o chefe da Red Bull conta com a melhoria e os ajustes nos motores Renault, para recolocar a equipa no topo da Fórmula 1.“Tenho confiança de que a Renault vai ser capaz de enfrentar os problemas que teve neste ano. Então, não vamos preocupar-nos com os outros, mas concentrar a nossa situação e tentar alcançar a Mercedes”, completou Christian Horner.O início da época desportiva de 2015 está marcada para 15 de Março, com o Grande Prémio da Austrália, na cidade de Melbourne.

RICCIARDO REVELA
PAIXÃO PELO F-1

Daniel Ricciardo foi um dos destaques da época 2014 da Fórmula 1. O piloto australiano da equipa Red Bull conquistou três vitórias no campeonato, superou  a poderosa equipa Mercedes, e deixou para trás, na tabela de classificação, o seu companheiro, o tetracampeão mundial, Sebastian Vettel.

“A minha paixão pelo desporto só cresceu, quando  a minha paixão pela competição. Não estou a brincar. A cada corrida deste ano, estava muito mais entusiasmado. O domingo chegava e pensava que não poderia estar mais (e tão) animado para uma corrida. Na semana seguinte, estava ainda mais. E mais a cada semana. Apenas queria andar cada vez melhor. Foi um grande ano para mim”, explicou.Riccirado Daniel afirmou que “a Mercedes vai estar novamente muito rápida na próxima competição. Porém, uma vez que damos mais um passo, queremos continuar”, finalizou o australiano.

MERCEDES
Hamilton apregoa
humildade de início


O britânico Lewis Hamilton, da Mercedes, disse “sempre quis igualar o Ayrton Senna”. “Agora, tenho dois títulos e vou trabalhar intensamente para conseguir o meu terceiro. Não há muita gente que conseguiu vencer campeonatos. Se eu tiver a oportunidade, estarei pronto”, disse.O bicampeão mundial assegurou: “A nossa equipa é a melhor e planeamos sermos a melhor também no próximo ano”. O piloto buscou um discurso humilde para encarar as suas possibilidades na época.“Existe muito trabalho a ser feito e tenho fé na equipa. Não é uma questão de ser campeão mundial, mas apenas de entrarmos no próximo ano como campeões.Queremos voltar e continuar fortes no próximo campeonato. Temos de começar com humildade”, concluiu Hamilton.

NA MCLAREN
Jenson Button
está desgastado


A indecisão da McLaren em anunciar o mais rápido possível a dupla de pilotos está a inquietar um dos candidatos, o inglês Jenson Button, campeão de 2009.A equipa adiou por duas vezes a decisão sobre quem vai defender a equipa de Woking ao lado de Fernando Alonso, no ano de regresso da parceria entre McLaren e Honda.“É uma situação estranha, mas às vezes na vida a pessoa encontra-se  nestas situações difíceis e só tem de lidar com isso. Se fosse o meu primeiro ano na F1, podia ser muito mais difícil. Tive uma incrível carreira, ganhei um campeonato mundial e consegui o que consegui. Foi uma experiência incrível”, disse.Jenson Button revelou que “alguns meses atrás, estava muito complicado”, mas agora quer manter-se na equipa.“As últimas corridas foram muito agradáveis e tenho trabalhado com algumas pessoas incríveis na McLaren. Tem sido um prazer trabalhar com esse pessoal”, comentou.