Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Red Bull treina sem asa dianteira

03 de Fevereiro, 2015

O sucesso de Brady e dos Patriots esteve quase a "esfumar-se".

Fotografia: AFP

A Red Bull foi à pista de Jerez de la Frontera sem a asa dianteira no primeiro dia de testes da época 2015. Com carro camuflado, Daniil Kvyat quebrou a peça nas primeiras voltas e a equipa não tinha outra para repor.

Não bastasse a Red Bull ser pioneira na F1 de uma pintura de camuflagem, ontem a equipa foi à pista de Jerez a chamar mais uma vez a atenção. Daniil Kyvat voltou à pista sem a asa dianteira durante boa parte do treino. Não que a equipa tentasse redescobrir novos conceitos de aerodinâmica "à la Colin Chapman".

O russo quebrou a peça durante as suas primeiras voltas no traçado da pista da Andaluzia e não tinha uma outra para repor enquanto não a conserta.
A Red Bull apresentou no último domingo o RB11 com uma pintura provisória a preto e branco.

SUPERBOWL
England Patriots
chegam ao tetra


Uma intercepção de Malcolm Butler a dez segundos do fim, quando parecia inevitável nova reviravolta, valeu no último domingo aos New England Patriots e a Tom Brady o quarto Super Bowl, num intenso embate face aos detentores Seattle Seahawks (28-24).

Em Glendale, na final do campeonato dos Estados Unidos de futebol americano (NFL), os comandados de Bill Belichick estiveram a vencer por 7-0 e 14-7, mas entraram no quarto período a perder por dez (14-24), desvantagem que só duas equipas haviam ultrapassado nas anteriores 48 edições.

Tom Brady esqueceu as duas intercepções de que tinha sido alvo, as mesmas que cometera no somatório das suas cinco anteriores finais, e repetiu os dois passes para "touchdown" do segundo período. O jogador selou a definitiva reviravolta.

Com 37 passes completos, em 50, para um total de 328 jardas, quatro passes para "touchdown" e duas intercepções, Brady repetiu os sucessos de 2001, 2004 e 2005 e voltou a ser o Jogador Mais Valioso (MVP), como nas duas primeiras finais.

O sucesso de Brady e dos Patriots esteve quase a "esfumar-se". A espectacular intercepção de Butler valeu a salvação, quando o 'touchdown' dos Seahawks estava iminente, na primeira falha de Russell Wilson, o "quarterback" dos campeões de 2014.