Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Refugiado sírio próximo do sonho

01 de Agosto, 2016

Michael Phelps recusou ser fotografado com o nadador sírio Ramis Anis

Fotografia: AFP

A realização de sonhos, muitas vezes, frustram-se por incompreensões. Quando se adicionam as questões políticas, atravessar o arame para tocar no ídolo é mais difícil. A relação de fã com ídolo nem sempre termina bem. É o caso de nadador olímpico Ramis Anis. O atleta sírio vive obcecado por Michael Phelps. No primeiro encontro, Anis recebeu um forte não, quando solicitou ao norte-americano tirar uma self.A resposta do "herói americano" não foi engolida por Ramis Anis. O sírio ficou "arrasado" completamente, segundo a treinadora Carine Verbauwen.

No Rio de Janeiro, o jovem de 25 anos de idade e residente na Bélgica espera conseguir finalmente tirar uma foto com o seu ídolo. A ex-campeã olímpica de natação, Carine Verbauwen, assegurou que "Rami quer encontrar-se muito com Michael Phelps".Carine Verbauwen realçou que, desde os 14 anos de idade, Ramis Anis tem sido um nadador internacional com as cores da Síria e já competiu em dois campeonatos mundiais, em 2009 e 2011. No Rio de Janeiro, não vem vestido com as cores da Síria. O fã de Michael Phelps integra a Selecção Olímpica de Refugiados.

A nova condição de vida de Ramis Anis não o demove de voltar a pedir um self ao "herói americano". Desta vez, espera que o super-campeão possa valorizar a importância de abraçar um refugiado. Um ser humano que carece de apoio mental. Assim pensa a treinadora de Anis.Carine Verbauwen está esperançada num encontro frutífero e que "o norte-americano possa descobrir que Ramis Anis é um refugiado". A ex-nadadora augura que a agenda de Phelps não volte a estar tão cheia no dia de estar frente a frente com o seu pupilo.

No dia do "não", recorda Carine, Ramis Anis ficou tão chateado que teve de o demover com uma promessa: "um dia, podemos tentar fazer com que se encontre com Phelps e possa tirar uma foto com ele". A promessa está preste a acontecer. Ramis e Phelps estão no Rio de Janeiro e vão competir no torneio de natação. O sírio vai competir na prova de 100 metros mariposa. Se a conquista de uma medalha não é possível, a verdade é que "vai enfrentar o ídolo nas águas". Carine Verbauwen está próxima de realizar o sonho: "vamos tentar arranjar esse encontro aqui".