Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Remador italiano suspenso preventivamente por doping

01 de Maio, 2016

Atleta italiano pode falhar Rio-2016

Fotografia: AFP

Competidor da prova dois, ele é irmão do chefe da delegação italiana para os Jogos Olímpicos, Carlo Mornati. O teste no qual foi detectada a substância proibida foi realizado a 6 de Abril.

À espera da contraprova, Mornati vê perigar a sua presença nos Jogos, nos quais seria companheiro de barco do voga Vincenzo Capelli.

"Há momentos na vida nos quais é preciso dar entrevistas colectivas que nunca quis dar. É a prova de que o sistema antidoping é sério e não concede favores a ninguém", afirmou Malagò. Por sua vez, o presidente da Federação Italiana de Remo (FIC), Giuseppe Abbagnale, disse que esta situação está a doer-lhe "muito", mas reconheceu que "é preciso lutar com tudo contra toda a forma de doping".


HIPISMO
Jovem australiana morre
em prova para o Rio-2016


A australiana Caitlyn Fischer, de 19 anos, morreu após um acidente numa prova de hipismo no seu país, selectiva para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Durante um percurso de cross-country, uma das provas do CCE (Concurso Completo de Equitação) o cavalo errou o salto de um obstáculo e caiu sobre a jovem amazona, que não resistiu aos ferimentos – o evento foi cancelado logo após a tragédia.

“A mãe dela chegou ao local do acidente quase imediatamente. Havia um grande número de voluntários, juízes e torcedores assistindo o ocorrido. Foi um desses acidentes horríveis, creio”, disse Judy Fasher, presidente da Federação Australiana de Hipismo, ao Sydney Morning Herald.

“Ela era uma garota realmente inteligente.

 Ela fez parte do nosso clube e decidiu sair para tentar a sorte em selectivas de hipismo. Era uma garota muito comprometida”, disse Janine Bromwich, responsável pelo Bairnsdale Pony Club, onde Fischer costumava cavalgar.