Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Renault apresenta novo motor

23 de Junho, 2013

Responsáveis da Renault estão satisfeitos com a nova versão do motor para a temporada 2014 que contém várias inovações tecnológicas

Fotografia: AFP

A Renault apresentou o seu novo motor híbrido de Fórmula 1 para a temporada de 2014, que contém várias inovações tecnológicas e que se designa Renault Energy F1.

O motor V6 turbo de 1,6 litros, cujo projecto de construção começou em 2010, foi apresentado na presença do ex-piloto francês Alain Prost, quatro vezes campeão do Mundo de Fórmula 1, e do inglês Christian Horner, director da equipa Red Bull Racing, que compete com motores Renault e conquistou os últimos três títulos mundiais de pilotos [com Sebastian Vettel] e de construtores.

O director executivo da Renault Sport Formula 1, Jean-Michel Jalinier, explicou que “este motor marca uma ruptura na forma de propulsionar um Fórmula 1”.

“Os dois motores eléctricos permitem ao piloto beneficiar, várias vezes ao longo de um circuito, de um suplemento de potência muito mais importante do que com o sistema actual de recuperação de energia cinética na travagem (KERS)”, acrescentou.

De acordo com os novos regulamentos, os monolugares de 2014 não poderão utilizar mais de 100 kg de combustível, em vez dos 165 actuais, e vão reduzir em 40 por cento o consumo de combustível e a emissão de CO2.


Postura
FIA repreende Mercedes e Pirelli


A Federação Internacional do Automóvel (FIA) decidiu sexta-feira última repreender a equipa Mercedes e o fabricante de pneus Pirelli por terem realizado testes não autorizados, durante três dias em Maio.

Logo após os testes, as equipas Red Bull-Renault e Ferrari protestaram, defendendo que a Mercedes tinha violado os regulamentos da F1. Na quinta-feira, dia em que decorreram as audiências sobre este caso, a Mercedes e a Pirelli defenderam-se dizendo que nunca foi sua intenção violar as regras.

A FIA acabou por decidir aplicar repreensões simples e suspender a Mercedes de participar nos próximos testes de jovens pilotos, que se realizarão em Silverstone, Inglaterra, entre 17 e 19 de Julho. Os testes da Mercedes realizados em Maio foram feitos pelos pilotos Lewis Hamilton e Nico Rosberg.