Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

"Resistncia" encerra inscries

02 de Fevereiro, 2015

Os pontos de inscrio esto situados em todas as administraes municipais da provncia do Bengo

Fotografia: Jornal dos Desportos

Queimam-se os últimos cartuchos de oportunidades para quem pensa ainda correr a meia maratona de Caxito, denominada “Fuga para a Resistência”. Hoje é o dia programado para o encerramento das inscrições.A organização mantém acesa a ambição de chegar aos 1000 corredores. As últimas informações em nossa posse davam conta de estarem inscritos perto de 600 participantes. Os pontos de inscrição estão situados em todas as administrações municipais da província do Bengo, sede da associação local de atletismo e na sede da Federação Angolana de Atletismo (FAA).

A prova que é a segunda maior do calendário da FAA, tem confirmação dos vencedores da edição anterior, Joaquim Chamane e Ernestina Paulino e assegurou também a participação dos principais nomes do fundo angolano. Vão correr nomes como Bastos Filipe, melhor angolano na última são Silvestre, Avelino Ndumo, Severino Vicente, Alexandre João, Rafael Epesse, Miguel Mota, entre outros.Ainda hoje a organização da corrida vai efectuar a última vistoria ao percurso que beneficiou, nos últimos dias, de ligeiras intervenções de brigadas do Instituto Nacional de estradas de Angola (Inea).

Os primeiros classificados da meia-maratona, federados, em ambas as classes vão receber, em kwanzas o equivalente a  6000 dólares.Na mesma prova, a classe de populares reserva um prémio de 3000 dólares aos vencedores.  O regulamento da prova prevê a disputa de uma prova de 10 km exclusiva a corredores locais que, segundo o nosso interlocutor é a que está a despertar mais interesse entre corredores das várias municipalidades da província.A prova de 10 km tem previsto prémio de 2000 dólares aos primeiros classificados das classes masculina e feminina. Os portadores de deficiência vencedores nesta categoria vão receber  800 dólares, tal como os que vão correr na especialidade de tricículos. Os veteranos vencedores também recebem  500 dólares.


Optimismo
Fundistas começam a chegar a Luanda


Luanda recebe a partir de hoje os primeiros corredores que vêm de cidades do interior para correr a V edição da meia maratona "Fuga para a Resistência" que se disputa a 4 do corrente na vizinha cidade de Caxito, Bengo.Segundo apuramos os corredores afectos ao Interclube, entre eles os campeões da edição anterior, Ernestina Paulino e Joaquim Chamane serão a primeira delegação vinda da Huíla. A equipa do Interior traz quatro fundistas, além dos citados vem também David Elias e Luís Cuvíngua.

Miguel Mota, huilano do 1º de Agosto é também esperado hoje na capital angolana. O Petro de Luanda inscreve nesta prova três fundistas da Huíla, Avelino Ndumbo, Severino Vicente e Fernando António,  que chegam apenas amanhã.A nível da província do Bengo, segundo Alberto Mandjel, porta voz da organização, estão criadas condições de alojamento e alimentação para os corredores que virão dos municípios de Pango Aluquém, Bula Atumba, Dembos, Ambriz e Nambuangongo.

“Apesar das dificuldades de alojamentos , temos reservados alguns quartos para os corredores que vêm dos municípios e mesmo de algumas províncias”, disse.Os corredores que vêm dos municípios, segundo a nossa fonte, eram aguardados em Caxito desde a tarde de ontem.A Fuga para a Resistência é organizada pelo Governo Provincial do Bengo em parceria com a Federação Angolana de Atletismo,  para homenagear os antigos combatentes e veteranos da pátria da primeira região político-militar dos Dembos e Nambuangongo.

Corrida
Prova movimenta
fundistas do Bié


A corrida de fundo, denominada “Prossegue Kuli com a modalidade”, sai à rua no próximo dia 8 de Fevereiro numa iniciativa da Associação Provincial de Atletismo (APA) do Bié. A prova, que vai ter um percurso de 10 km de estrada, tem partida marcada para o  bairro Caluapanda.O secretário-geral da Associação Provincial de Atletismo do Bié, José de Oliveira, afirmou estarem todas as condições criadas para uma corrida exitosa, em que, como disse, podem participar fundistas federados, não-federados e populares interessados.

“Esta prova anual serve para homenagear o presidente da Associação de Atletismo do Bié por ser um dos um dos grandes impulsionadores da modalidade. Nessa corrida de dez quilómetros farão parte os atletas paralímpicos, federados, não-federados e os populares”, disse José de Oliveira O responsável afirmou que as condições técnicas e administrativas para o êxito da prova de meio fundo estão criadas, uma vez que a associação da modalidade tem os técnicos aptos para cobrirem o evento.

“Também já solicitamos o apoio e serviços da Polícia Nacional, do corpo de Bombeiros e  a Direção da Saúde. Quanto aos valores dos prémios, temos já assegurado mais de 50 por cento. Por essa razão, acreditamos mesmo que a prova sai as ruas da cidade do Cuito, no próximo dia 8 de Fevereiro”, disse.  José Kulingarna, o presidente da Associação de Atletismo, está a cumprir o seu terceiro mandato a frente do órgão que rege a modalidade na província.
                                    JOÃO CONSTANTINO, NO CUITO