Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Reunião técnica junta associados

Hélder Jeremias - 07 de Agosto, 2014

Os prosélitos da modalidade aguardam com grande ansiedade para observarem o despique entre os seus pilotos favoritos

Fotografia: M. Machangongo

B alanço da primeira fase do Campeonato Provincial de Motocross de Luanda vai ser um dos temas em abordagem na reunião técnica da Associação Provincial de Motocross de Luanda, a ter lugar no final da tarde de hoje, na sede da instituição, com vista à realização da quinta jornada da referida competição, a ter lugar sábado, a partir das 13h00, no circuito Internacional "Jorge Varela".

O Jornal dos Desportos obteve a informação do presidente da  associação, Alfredo Pitra, quando confirmava as condições básicas para que os pilotos possam  deslocar-se para o local da competição e efectuarem sessões livres de treinos durante os três dias que antecedem o torneio.

Depois de a quarta jornada ter sido realizada há duas semanas na Huíla (Grande Prémio de Quilengues), os prosélitos da modalidade na capital do país aguardam com grande ansiedade para observarem o despique entre os seus pilotos favoritos nas categorias dos 250cc, 150cc e motos 48450cc.

Com o piloto ao serviço do Team Sistec, Custódio Adão "Toíto"  e o individual Ricardo Jorge a evidenciarem  subida de nível  técnico e físico, tudo indica que o campeão provincial, Zeferino Fernandes "Zé Cazenga", tem pela frente uma jornada muito difícil, tal como sucedeu em Quilengues, em que Toíto foi o grande vencedor.

Zé Cazenga justificou a sua derrota em Quilengues pelo facto de a sua motorizada ter ido abaixo a escassos segundos do final da prova, tendo Toíto e Ricardo Jorge beneficiado da sua infelicidade, pelo que promete dar o seu melhor no sentido de evitar qualquer eventualidade desta natureza em detrimento do seu bom desempenho.

Por seu turno, Toíto e Ricardo Jorge preferem  aplicar-se ao máximo na projecção da contenda com rigorosas sessões de treinos, porém ambos são de opinião de que as falhas técnicas fazem parte das grandes competições, mas que "não podem servir de bode expiatório para justificar os maus resultados".

GAMEK
Circuito Jorge Varela com novas instalações


A direcção da Associação Provincial de Motocross  está a trabalhar no sentido de  proporcionar melhores condições aos seus filados com a construção de infra-estruturas de apoio ao circuito internacional  "Jorge Varela", que doravante passa a contar com  salas de reuniões, escritórios, salão para convívio, restauração e balneários para os corredores.

O Jornal dos Desportos deslocou-se ao circuito do Gamek e constatou  que a construção das áreas de serviço se encontram na fase derradeira, podendo já os pilotos e técnicos nas diversas especialidades desfrutar  dos benefícios oferecidos pelas áreas já concluídas. O secretário-geral da associação, Eduardo André, reconheceu as enormes dificuldades que a empreitada tem estado a acarretar, face à escassez de recursos, mas garantiu empenho, em nome da associação, para que nos próximos dias todos possam gozar de conforto.

Eduardo André defende maior união na família do motocross, tal como sucedeu no esforço que os associados dedicaram para a recuperação do circuito do Gamek, cuja degradação causada pelas chuvas esteve na base do interregno que o provincial observou  nos meses de Maio e Junho. "Somos uma família e devemos trabalhar unidos para que o motocross continue a dar alegriass ao público em várias localidades do país. Tenho plena confiança nos nossos filiados e estou crente de que com estas instalações teremos um ambiente mais salutar para tratarmos das questões técnicas e administrativas", disse Eduardo André.