Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Ricardo Lopes elogia Interclube

Helder Jeremias - 08 de Julho, 2016

O vice-campeão nacional de fosso olímpico, Ricardo Lopes, elogiou a direcção do Interclube pela excelente qualidade e a imponência das novas instalações desportivas

Fotografia: João Gomes

O vice-campeão nacional de fosso olímpico, Ricardo Lopes, elogiou a direcção do Interclube pela excelente qualidade e a imponência das novas instalações desportivas inauguradas no final do mês de Junho, no âmbito da disputa do Grande Prémio Interclube. A equipa da Polícia Nacional colocou à disposição dos atletas nacionais o mais novo fosso olímpico de Luanda e de Angola.

O ex-atleta do Team Socolil considera que "a dignificação do desporto nacional, no geral, e do tiro, em particular, passa por uma atitude mais pragmática das direcções dos clubes, ou seja, na atribuição de condições necessárias" para que o trabalho seja feito à preceito. Para Ricardo Lopes, é um pressuposto que "se encaixa como uma luva" nas acções levadas a cabo pela direcção de Alves Simões. Residente na província da Huíla, Ricardo Lopes é um dos atiradores mais regulares e ombreia com o atirador do 1º de Agosto, Paulo Silva, campeão nacional. Com as novas instalações, o novo reforço do Interclube para a época'2016 tem motivos para melhorar as performances e buscar o título nacional e presenças condignas nas competições africanas.

Ricardo Lopes reconhece que ainda não atingiu a melhor forma desportiva. O reduzido número de treinos realizado nas terras altas da Chela está na base da fraca performance. É de realçar que os atiradores huilanos se debatem com dificuldades na aquisição de pratos e de cartuchos devido à conjuntura económica.

Para elevar os níveis de precisão sobre o alvo em movimento, Ricardo Lopes cumpre um plano de preparação que teve início na Huíla e vai terminar em Luanda, na companhia de colegas de equipa. O atleta do Interclube confirmou presença na quinta jornada do campeonato nacional de fosso olímpico, associado à homenagem que o 1º de Agosto vai fazer ao antigo atirador Zeca França, falecido em finais de Dezembro de 2015.

Ricardo Lopes reconhece a concorrência no torneio alusivo ao 39º aniversário do clube central das Forças Armadas Angolanas. O atleta do Interclube assegura que a conquista do troféu vai ser a mais difícil, mas está confiante a fazer uma boa prova. O vice-campeão nacional justifica que está familiarizado com as pranchas do campo da Força Aérea Militar.

Recorda-se que o Grande Prémio Interclube foi ganha por Paulo Guga, atirador do Team Socolil, seguido por Jorge Perestrelo e Paulo Silva.