Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Rio'2016 fica mais caro

16 de Março, 2015

Na candidatura do Rio a sede dos Jogos de 2016 a previsão da taxa cambial foi feita um pouco abaixo da actual

Fotografia: AFP

A recente alta do dólar tem diversos efeitos na economia dos países e um deles tem a ver com as próximas Olimpíadas. Devido à desvalorização do real frente à moeda norte- americana, os equipamentos necessários para a realização dos Jogos ficaram mais caros. E por causa disso, o governo federal já estimou um aumento de pelo menos 80 milhões de reais nos seus gastos.Quando o Rio se candidatou a sede dos Jogos Olímpicos de 2016, a União comprometeu-se em investir até 619 milhões de reais (já levando em conta a inflação até 2016) no Comité Organizador Rio-2016 para ajudar a organização da Olimpíada.

O governo anunciou que ele mesmo vai comprar os equipamentos. Acontece que, devido à alta do dólar, o próprio governo já estima gastar pelo menos 700 milhões de reais com essas compras - 13 por cento a mais.O valor foi relevado pelo secretário executivo do Ministério do Desporto, Ricardo Leyser. Leyser afirmou que o aumento de mais de 80 milhões de reais devia-se à alta do dólar. Esse aumento, contudo, ainda pode crescer. E muito.

A valorização da moeda americana tem impacto directo nas compras que o governo pretende fazer para a Olimpíada. Segundo o Ministério do Desporto, boa parte dos equipamentos desportivos que são pagos pela União são importados. Isso significa que têm os seus preços baseados no dólar. Com a mudança no câmbio, aumenta a despesa.O governo também se comprometeu em pagar os equipamentos do laboratório de controlo de doping e de segurança dos Jogos. Nesses dois casos, a alta do dólar também deve aumentar os gastos.

A semana finda o Ministério do Desporto confirmou a influência da alta da moeda americana nas suas compras. Contudo, disse que ainda vai esperar pela efectivação das despesas para calcular o valor exacto do dispêndio extra causado pelo câmbio. O Comité Organizador Rio-2016 também vai fazer compras de produtos cotados em dólar até aos Jogos. O órgão diz que a alta da moeda não preocupa já que fica compensada com os ganhos do comité.O Rio-2016 vai receber uma ajuda de  1,5 mil milhões de dólares do COI (Comité Olímpico Internacional). Com a cotação do dólar em alta, o comité organizador fica beneficiado.

Na candidatura do Rio a sede dos Jogos de 2016, o Rio-2016 chegou a fazer uma previsão da taxa cambial para programar os gastos da organização. No documento de 2009, o comité estimava que o dólar valesse 2,29 reais em 2015. Na última semana, executivos ouvidos pelo Banco Central indicaram que a taxa deve fechar o ano em  2,95 reais, 30 por cento a mais.