Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Rio de Janeiro abre Vila Olímpica

25 de Julho, 2016

Vila Olímpica tem trinta e um prédios divididos em sete condomínios para albergar as delegações que vão participar nos Jogos Olímpicos

Fotografia: AFP

 A cerimónia de abertura do mega evento desportivo está marcada para o dia 5 de Agosto, entretanto, o Rio de Janeiro vive o clima dos Jogos desde ontem dia 24, após a abertura da Vila Olímpica. A entrada é um símbolo importante – a partir daí, alguns dos principais nomes do desporto mundial passam a circular e treinar na cidade -, mas está longe de ser o único: antes do seu início, as Olimpíadas vão transformar o trânsito, segurança e estrutura desportiva da capital fluminense.

Por ser anfitriã, a selecção do Brasil tem a prerrogativa de ser a primeira a entrar na Vila Olímpica. A equipa da casa teve o privilégio de escolher o prédio a ocupar no condomínio, que tem um total de 31 edifícios. Os dirigentes locais preferiram o  número 30, que fica numa posição tem acessos privilegiados e pouca incidência de barulho.

Argentina, Austrália, Bélgica, Camarões, Canadá, Estados Unidos, França, Holanda, Japão, Luxemburgo, Nova Zelândia, Reino Unido e Ucrânia também entraram ontem . São 3.604 apartamentos, executados por empresas com financiamento de 2,33 bilhões de dólares, da Caixa Económica Federal. Depois dos Jogos, com a revenda dos apartamentos, existe a estimativa de facturar na casa de 3,6 bilhões de dólares – há apartamentos de até 600 mil dólares.

Ontem, também foi o primeiro dia de operação dos centros de treinos oficiais, da Rio-2016. São 164 espaços, em que atletas e selecções do Brasil e de fora, trabalham antes das competições oficiais dos Jogos – a lista inclui equipamentos das cidades -sede do futebol, torneio que também agendam partidas em Belo Horizonte, Brasília, Manaus, Salvador e São Paulo.

Começou a operação de segurança e defesa dos Jogos Olímpicos. Mais de 85 mil pessoas estão envolvidas na acção, que reúnem esforços da Polícia Militar, Polícia Federal, Força Nacional de Segurança, Forças Armadas e outras corporações. A partir de ontem, militares do Exército e Marinha passam a fazer vigilância a avenidas -chave da Olimpíada, enquanto a Força Nacional cerca arenas e outras instalações desportivas.Por conta dos recentes ataques terroristas na Europa,  e dos altos índices de criminalidade no Rio, a segurança é das maiores preocupações dos organizadores da Olimpíada. O governo garante que a Rio-2016 vai ser um evento seguro.

A partir de ontem, intensificaram-se as mudanças no trânsito do Rio, planeadas para facilitar o deslocamento de atletas e autoridades. Está proibido a partir de ontem, o estacionamento na avenida que passa em frente ao Estádio de Remo da Lagoa, local da competição da Rio-2016.Hoje, começam a ser implantadas as chamadas faixas olímpicas, pistas marcadas para o tráfego dedicado aos membros da família olímpica. Há faixas olímpicas que podem ser compartilhadas por veículos comuns e outras com tráfego restrito a carros credenciados.

ROSTOS OLÍMPICOS
Pedro Pinotes


Pedro Pinotes é nadador, tem 27 anos, está ligado à equipa do 1º de Agosto e é o maior recordista da história da natação angolana. Tem registo de presenças em quatro campeonatos do Mundo, duas em piscina curta (Manchester 2008 e Dubai 2010) e duas em piscina longa (Roma 2009 e Shanghai 2011). É detentor de inúmeros recordes nacionais de categorias e absolutos de Angola (cerca de 16). No Campeonato Africano de Natação de 2008, em Joanesburgo, alcançou uma medalha de bronze na prova de 200m Mariposa. Em Abril de 2011, bateu o recorde angolano dos 400m estilos, com a marca de 4m23s60, garantiu lugar nas Olimpíadas de Londres, em 2012. No Rio 2016 Pinotes faz a segunda presença em Jogos Olímpicos.

Ana Nóbrega

A atleta Ana Nóbrega é nadadora do 1º de Agosto, possui uma carreira recheada de êxitos internacionais, que passa pela participação em quatro Campeonatos do Mundo, seis Taças do Mundo, quatro Campeonatos Zonais Africanos, Jogos Africanos e participação em vários Campeonatos Nacionais, Meetings Internacionais e inúmeros Torneios de carácter nacional e regional. A nadadora acumula em todo o seu percurso de atleta dez recordes nacionais. Ao seu currículo pessoal, Ana junta a presença no Rio2016, onde faz a sua primeira presença na  mais importante  natação mundial.
 
Desfalque
Lesão nas costas pode afastar Anderson Varejão dos Jogos


O agravamento de uma lombalgia de alta intensidade, ameaça a participação do poste Anderson Varejão, nos Jogos Olímpicos do Rio.O jogador que é vice -campeão da NBA com o Golden State Warriors, não entrou em quadra no amistoso da selecção contra a Roménia, no sábado. O Brasil venceu por 90-45. Hoje, o Brasil joga novamente com os romenos, mas Varejão já está afastado.

O UOL Esporte apurou que a comissão técnica brasileira vê os dois amistosos que a equipa realiza em Mogi das Cruzes, na quinta-feira e no sábado contra a Austrália e China, respectivamente,  como fundamentais para a definição sobre o poste. Se Varejão não estiver apto a jogar, a comissão cogita seriamente afastá-lo do grupo.O argumento é que falta uma semana para o início da Olimpíada, e não há tempo hábil para recuperá-lo e estar em condições de jogar e entrosar com a equipa. Actualmente, a lombalgia impede o pivot de fazer qualquer treino - perdeu os últimos cinco dias de actividade, em quadra. O jogador está a ser tratado com analgésicos e faz exercícios na piscina.

A comissão técnica tem até o dia 2 de Agosto, data na entrada da Vila Olímpica, para as modificações na lista dos 12 inscritos. Entretanto, qualquer modificação só pode ser  em caso de lesão.Numa entrevista após o jogo, o técnico Rubén Magnano comentou a situação do poste: “Preocupa, e muito”, afirmou o argentino. “Estamos a avaliar a situação dia a dia. Precisamos muito dele.”