Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Rio Open aguarda nova quadra

04 de Dezembro, 2014

A organização do torneio espera que o público seja superior a de 2014, quando 50 mil pessoas estiveram presentes.

Fotografia: AFP

A segunda edição do Rio Open, o  maior torneio de ténis da América do Sul, foi lançada oficialmente na manhã de ontem, no Jockey Clube Brasileiro, no Rio de Janeiro. A competição acontece entre os dias 16 e 22 de Fevereiro e vai distribuir  um milhão e meio de dólares em prêmios em masculino, em competição de nível ATP 500, e  250 mil dólares em feminino, com um torneio de WTA International.Como aconteceu neste ano, a maior estrela do Rio Open em 2015 vai ser o espanhol Rafael Nadal. “O facto de Rafael Nadal  voltar ao evento atesta a qualidade do Rio Open. Nadal é um tenista muito requisitado em todos os torneios”, disse Luiz Carvalho, o Lui, director do torneio. “Mas a gente vai continuar aperfeiçoando.”

Os ingressos para o torneio variam de 25 a 510 Reais, depende do dia, horário e sector escolhido. Os valores chegam a ser 50 por cento maiores que em 2014. A pré-venda dos bilhetes iniciou ontem, quarta-feira, para clientes da operadora Claro e do banco Itaú, os dois principais patrocinadores do torneio. A venda para o público em geral começa às 13h00 do dia 12 deste mês.A estrutura em 2015, vai ser maior que a deste ano. “Uma das novidades é que temos uma nova quadra, uma das coisas que a ATP e a WTA requisitaram para termos um melhor fluxo dos jogos. Na questão da programação, a gente está a fazer uma mudança e poderemos colocar as duplas para jogar também na quadra central”, disse Lui.

A competição vai ter nove quadras de saibro, uma a mais do que a deste ano. A quadra central vai ter capacidade para abrigar 6.200 espectadores. A área de lazer, com stand, lojas e praça de alimentação, também vai ser ampliada. A organização do torneio espera que o público seja superior ao de 2014, quando 50 mil pessoas estiveram presentes durante a semana de competição.

BRASILEIROS - Na edição deste ano, os brasileiros Thomaz Bellucci e Teliana Pereira tiveram bom desempenho. Bellucci chegou aos quartos- de- final enquanto Teliana parou somente nas meias-finais. Os dois estão garantidos na chave de 2015 e esperam ao menos repetir o desempenho.

“Jogar com o público a favor era algo que eu não fazia há muito e foi incrível. Ajudou-me demais, entrei muito maior do que entrei, tanto que tive resultados muito bons depois disso”, afirmou Teliana.“Foi uma sensação emocionante. Para mim foi como se eu estivesse a jogar uma Copa Davis dentro de casa. Tive bons resultados, consegui treinar. Foi uma expectativa muito grande jogar em casa, mas depois fui me soltando”, declarou Bellucci.