Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Robert Kubica efectua testes secretos na equipa da Mercedes

25 de Abril, 2013

Robert Kubica treina nos simuladores da Mercedes

Fotografia: AFP

Robert Kubica tem feito nas últimas semanas testes em segredo no simulador de Fórmula 1 da Mercedes, noticiou o diário alemão “Bild”.
No Inverno europeu,

O polaco experimentou no Inverno Europeu o modelo da marca do DTM (Campeonato Alemão de Turismo) e agora compete pela Citroen na segunda divisão do Campeonato Mundial de Rali (WRC).

O jornal referiu que Kubica tem 20 por cento de hipóteses de regressar à F1 e que está a trabalhar nesse sentido com os testes no simulador da Mercedes.

O diário afirma que o equipamento de alta tecnologia engloba um cockpit real, gráficos em 3D e simula inclusivamente as ondulações das pistas.
Numa semana,.

O piloto é capaz de “correr” numa semana no simulador cinco mil quilómetros. Para se ter uma ideia, o jornal recorda que os titulares da equipa, o britânico Lewis Hamilton e o alemão Nico Rosberg, fizeram 5.215 quilómetros de testes durante os 12 dias de treinos da pré-época da F1.

Kubica, 28 anos, não está em condições físicas de conduzir um monolugar, por não ter recuperado totalmente os movimentos do braço direito após um grave acidente em Fevereiro de 2011 no Rali Ronde di Andora, o que o impediu de disputar a temporada da F1 naquele ano, em que tinha contrato com a Lotus.
Kubica, que se estreou na categoria pela BMW Sauber em 2006, realizou 76 provas na elite do automobilismo, com 12 pódios, uma pole position, uma volta mais rápida e uma vitória. Também venceu em 2008 o Grande Prémio do Canadá, em Montreal, em com a BMW Sauber.


McLaren apazigua intrigas


Intrigas entre companheiros de equipa têm sido frequentes na actual temporada da Fórmula 1. No último final de semana, no Grande Prémio do Bahrein, foi a vez dos pilotos da McLaren, Jenson Button e Sergio Pérez, travarem uma disputa quente na pista. O chefe da equipa preferiu não levar a polémica adiante.
“Nós tivemos um pouco de progresso, mas não devemos deixar-nos levar por isso. Os nossos pilotos fizeram um grande trabalho na corrida e a equipa fez um trabalho razoável, mas o carro não é suficientemente rápido no momento. Fizemos alguns progressos, mas ainda precisamos de muito mais”, disse Martin Whitmarsh.

Na prova, Button chegou a colocar Pérez para fora da pista e perder a paciência durante a disputa acirrada entre os companheiros da McLaren. O britânico terminou na décima posição, enquanto o mexicano fez a sua melhor corrida na temporada, terminando em sexto. Na classificação geral, Button é o décimo e Pérez o 11º.