Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Roger Federer critica organizao do Torneio Roland Garros

26 de Maio, 2015

Roger Federer saiu revoltado da quadra por ter ser abordado por um estranho

Fotografia: AFP


Embora tenha vencido com tranquilidade na estreia em Roland Garros, domingo passado, Roger Federer saiu irritado da quadra central Philippe Chatrier. Isso, porque o suíço foi assediado por um fã que invadiu o local para tirar uma foto. Campeão no saibro francês em 2009, o tenista de 33 anos não perdoou e disparou contra a organização do torneio após a partida.
“Não estou nada contente, nada”, reclamou o nervoso tenista aos jornalistas, numa entrevista . O jogador, idolatrado na França, já tinha passado por um incidente parecido com crianças na véspera da estreia durante o treino.
“De repente, apareceu ao meu lado. Não sabia quem era e ninguém reagiu. É verdade que não aconteceu nada (de grave), mas é uma situação por que ninguém quer passar”, afirmou Federer, que sofreu o assédio do adepto quando deixava a quadra depois de ter vencido o colombiano Alejandro Falla (109º) por 3-0, com parciais de 6/3, 6/3 e 6/4.
Detentor  de 17 títulos de Grand Slam, Roger Federer, exigiu à organização de Roland Garros que sejam tomadas medidas para evitar novas situações como esta.
“Este tipo de situação não deveria acontecer numa arena. A quadra é o nosso lugar de trabalho, deveríamos estar seguros nela”, disse o suíço, que recebeu pedidos de desculpas do director do torneio, Gilbert Ysern.
Esta não foi a primeira vez que Federer viu um fã invadir a quadra em Roland Garros por sua causa. Em 2009, depois de ter sido campeão, um adepto invadiu a quadra para tentar envolver o tenista  numa bandeira, até que segundos depois a segurança apareceu para retirar o indivíduo do local.
“Isso não deve acontecer, temos de fazer tudo para evitar esse tipo de incidente”, disse Gilbert Ysern, director de Roland-Garros. “A reacção de Roger é perfeitamente compreensível. Com a elegância pela qual é conhecido, ele não reagiu com irritação. Ele está chateado porque o que aconteceu não deveria ter acontecido. Ele não estava com medo, mas isso não deve acontecer. É normal que tenha dito que a organização não é perfeita”, acrescentou e de seguida confirmou que os tenistas estão seguros no Complexo de Roland Garros, em Paris.
“Se a pessoa tivesse entrado na quadra com uma atitude agressiva, ele nunca teria alcançado o jogador. Temos pessoal suficiente ao redor da quadra para evitar isso. Os jogadores estão sempre seguros”, completou o director de Roland Garros.
Na caminhada rumo ao bicampeonato, Roger Federer vai defrontar o espanhol Marcel Granollers (56º) na segunda jornada, na manhã de hoje, terça-feira.

Halep e Ivanovic
também avançam
Simona Halep, número três mundial e Ana Ivanovic, sétima classificada WTA, garantiram domingo a qualificação para a segunda ronda de Roland Garros, em Paris, ao vencerem com alguma dificuldade os primeiros encontros.
A romena, finalista em 2014, bateu a russa Evgenyia Rodina, por 7-5 e 6-4, marcou duelo na segunda ronda com a croata Mirjana Lucic Baroni, responsável pela sua eliminação no US Open 2014.

Breve
Sector privado financia JO
Segundo presidente da câmara municipal do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, os jogos olímpicos Rio2016 irão ser financiados em cerca de 57% pelo sector privado.«Com excepção de Atlanta [1996], em que os Jogos Olímpicos foram praticamente pagos pela Coca-Cola, nenhuma outra cidade contou com tanto apoio privado», revelou Eudardo Paes em declarações à agência noticiosa EFE.