Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Roger Federer ganha mais

28 de Agosto, 2013

Roger Federer é o tenista mais bem pago do Mundo

Fotografia: AFP

O suíço Roger Federer é o tenista mais bem pago do Mundo, apesar de ter caído para a sétima posição do “ranking” mundial, segundo uma nova lista divulgada pela revista Forbes.

A divulgação da lista, elaborada com base nos lucros dos tenistas entre Junho de 2012 e o mesmo mês de 2013, coincidiu com a abertura do US Open, que se realizou segunda-feira em Nova Iorque.

Roger Federer embolsou 71,5 milhões de dólares nesse período, boa parte graças à digressão que fez pela América do Sul em Dezembro, que lhe rendeu 14 milhões em seis partidas, e à dezena de contratos de patrocínio com marcas mundiais.

A segunda posição do “ranking” é da russa Maria Sharapova, muito longe de Roger Federer com 29 milhões de dólares, que, segundo a revista, se devem aos lucrativos contratos que assinou após vencer o torneio de Roland Garros em 2012 e ao lançamento de sua linha de doces, Sugarpova.

Apesar de ser o número um mundial, o sérvio Novak Djokovic é apenas “medalha de bronze” no “ranking” da Forbes, com 26,9 milhões, dos quais praticamente a metade procede de prémios pelo seu rendimento nas quadras, já que chegou à final de nove dos últimos 12 Grand Slams.

O espanhol Rafael Nadal aparece na quarta posição, com 26,4 milhões, apesar da lesão no joelho que o afastou das quadras durante sete meses. O quinto lugar é da americana Serena Williams, número um mundial, que embolsou 20,5 milhões de dólares no último ano.

Completam o Top 10 a chinesa Li Na (18,2 milhões), a bielorrussa Victoria Azarenka (15,7 milhões), o escocês Andy Murray (14,9 milhões), a dinamarquesa Caroline Wozniacki (13,6 milhões) e o japonês Kei Nishikori (10,5 milhões).

Segundo a lista, o Top 10 lucrou no total 60 milhões em prémios pelos seus títulos entre Junho de 2012 e Junho de 2013, mas recebeu mais que o triplo disso em patrocínios e comissões.      

TORNEIO
Serena começa a ganhar


A tenista norte-americana Serena Williams começou da melhor forma a defesa do título no US Open, quarto e último Grand Slam da temporada, ao bater facilmente segunda-feira a italiana Francesca Schiavone por 6-0 e 6-1. O primeiro dia ficou também marcado pela chuva torrencial que caiu no final da jornada, que obrigou a cancelar a estreia do suíço Roger Federer, na corrida a um sexto troféu no “major” dos Estados Unidos. 

À procura do quinto troféu em Flushing Meadows Serena Williams líder do “ranking” mundial precisou de apenas uma hora para deixar pelo caminho Schiavone. Horas depois de outro dos favoritos, o espanhol Rafael Nadal, também assinalar a estreia na edição de 2013 com um triunfo confortável.

Nadal, vencedor da edição de 2010, esqueceu de vez a contrariedade de 2012 (ausente por lesão) e bateu, em pouco mais de duas horas, o norte-americano Ryan Harrison, por 6-4, 6-2, 6-2.

Esta foi a 54.ª vitória de Nadal esta temporada, na qual só perdeu três encontros, com nove títulos ganhos.


APÓS US OPEN
Tenista James Blake
anuncia aposentação


O tenista norte-americano James Blake, antigo número quatro do “ranking”  e agora 100.º jogador mundial, anunciou segunda-feira o fim da carreira, a concretizar após o Open dos Estados Unidos.

James Blake de 33 anos de idade falou em entrevista colectiva no dia de abertura do US Open, último Grand Slam da temporada e também sua última competição.
“Eu fiz o melhor que pude. Este é o meu último torneio. Eu não quero ser arrastado para fora do ténis, quero encerrar a carreira por conta própria. Não imaginava que isso podia acontecer (despedida do ténis) ”,  disse Blake, enquanto deixava escapar algumas lágrimas.

Blake foi presença constante no top dez do ranking de 2006 a 2008. Ao longo da carreira, coleccionou dez títulos individuais da ATP e sete em dupla.
Durante o anúncio, o tenista fez questão de ressaltar a Copa Davis de 2007, onde ele representou os Estados Unidos, que se sagrou campeão da competição: “Aquelas semanas (da Copa Davis) são umas das minhas melhores lembranças no circuito”, afirmou.

O US Open de 2012 também tinha marcado a aposentação de um astro americano. À época, Andy Roddick despediu-se do ténis após disputar a competição em Nova York.