Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Rosberg faz sombra a Hamilton

06 de Setembro, 2016

Rosberg fez GP Itália tranquilo sem riscos durante todas as voltas

Fotografia: AFP

Nico Rosberg tirou o protagonismo de Lewis Hamilton no domingo e fortaleceu a luta pelo título mundial, após sagrar-se pela primeira vez vencedor do Grande Prémio da Itália de Fórmula 1, no tradicional circuito de Monza. Após contar com a falha do seu companheiro da Mercedes na largada, o alemão não teve dificuldades em conseguir boa vantagem em relação aos demais pilotos da grelha e agora está a dois pontos de Hamilton na classificação do campeonato.

Com uma média de pouco mais de 10s em relação ao segundo colocado, Rosberg fez uma corrida tranquila e não sofreu riscos durante todas as 53 voltas da prova. Mesmo a ter de ir às boxes para trocar de pneus por causa do forte calor que assolou Monza, o alemão retornou à pista ainda na primeira posição e daí em diante, precisou de administrar para assegurar o lugar mais alto do pódio.

 Lewis Hamilton não começou bem e viu a vantagem de largar na pole, ir embora, perdeu cinco posições e caiu para o sexto lugar da grelha. Ao contrário do actual líder do campeonato, os pilotos da Ferrari Sebastian Vettel e Kimi Raikkonen tiveram um bom início de corrida e aproveitaram o vacilo do piloto britânico, assumiram a segunda e terceira posição, respectivamente.

Nico Rosberg largou em segundo e assumiu a ponta.Quem também se beneficiou na largada foi Felipe Massa, que largou em 11º, mas teve boa reacção e conquistou três posições para se estabelecer como oitavo colocado. Enquanto isso, o seu companheiro de Williams, Valtteri Bottas, subiu para a quarta posição após iniciar a corrida em quinto.

Outro brasileiro da grelha, Felipe Nasr, não teve a mesma sorte que os outros pilotos da parte da frente, abandonou o GP de Monza na segunda volta da prova quando chocou com o britânico Jolyon Palmer. O acidente está sob investigação pela direcção da prova.Aos poucos Lewis Hamilton recuperou o prejuízo da largada e provou a superioridade  da Mercedes ao assumir a segunda posição.

O britânico  não fez frente a Rosberg porque este esteve praticamente inalcançável. Com isso, Vettel teve de contentar-se com o terceiro lugar, assegurou o seu quinto pódio na temporada. Quanto aocompanheiro do alemão na Ferrari, Kimi Raikkonen, terminou em quarto lugar.Terceiro colocado no campeonato e principal piloto da Red Bull, que luta com a Ferrari para ser a segunda força da F1, Daniel Ricciardo terminou na quinta posição e superou Bottas. O seu polémico companheiro de equipa, Max Verstappen, ficou com o sétimo lugar.

Se no pelotão da frente poucos desafios eram impostos a Hamilton e Rosberg, na parte de trás o destaque ficou para os pilotos que anunciaram a retirada da grelha a partir da próxima temporada. Massa e Button projectaram despedir-se do tradicional circuito de Monza de maneira positiva, não mantiveram o desempenho notório do início da prova e após as suas respectivas paradas nos boxes, terminaram a corrida com poucas mudanças de posição comparadas a grelha  de partida.

O brasileiro largou em 11º lugar e terminou em nono, enquanto o britânico começou em 15º e cruzou em 12º.Com o campeonato ainda mais acirrado por causa da diferença de dois pontos entre Lewis Hamilton e Nico Rosberg, o GP de Singapura promete ser ainda mais emocionante. A corrida nocturna acontece no dia 18 mês e pode ter o carácter de decisão para Rosberg, agora mais colado do que nunca ao principal rival.