Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Rosberg vence na Áustria

22 de Junho, 2015

Federer disse que Boris Becker desconhece a sua pessoa e que é um homem tranquilo e educado

Fotografia: AFP

Um arranque perfeito lançou ontem o alemão Nico Rosberg para a vitória no Grande Prémio da Áustria, oitava prova do Mundial de Fórmula Um, e permitiu-lhe aumentar a pressão sobre o líder do campeonato, o britânico Lewis Hamilton.

O circuito de Spielberg foi palco de mais uma demonstração de superioridade da escuderia Mercedes, que não só obteve a quinta "dobradinha" neste ano, como também terminou pela oitava vez consecutiva com dois carros no pódio, um recorde absoluto na categoria rainha do desporto automóvel.

Depois de ter ultrapassado Hamilton no arranque, Rosberg, que obteve a terceira vitória da temporada, depois dos sucessos em Espanha e no Mónaco, teve uma corrida relativamente tranquila e apenas perdeu a liderança na sequência da única paragem que efectuou nas "boxes".

Hamilton, campeão mundial em exercício, nunca esteve em posição de atacar Rosberg e teve de resignar-se a terminar no segundo lugar, vendo o colega de equipa na Mercedes reduzir para 10 pontos o atraso no Mundial de pilotos.

O britânico, que tinha obtido na Áustria a sétima "pole position" do ano, em oito corridas, ainda foi penalizado em cinco segundos por ter pisado a linha de saída das "boxes" após o reabastecimento, terminando a 8,8 segundos de Rosberg, que cumpriu as 71 voltas ao circuito em 1h30.16,930.

A corrida ficou também marcada pelo aparatoso acidente entre o finlandês Kimi Räikkönen (Ferrari) e o espanhol Fernando Alonso (McLaren-Honda), pouco depois do início da prova, do qual não resultou qualquer ferimento para os dois pilotos, mas obrigou o "safety car" a permanecer na pista durante seis voltas.

“Porque não pilotas sempre desta forma?”, perguntou a Rosberg o antigo piloto austríaco Gerhard Berger na cerimónia do pódio, o que mereceu do alemão uma resposta pouco tranquilizadora para os rivais: “Prometo fazer o que me for possível”.

O brasileiro Felipe Massa (Williams) completou o pódio ao terminar no terceiro lugar, a 17,5 segundos do vencedor, resistindo à pressão do alemão Sebastian Vettel (Ferrari), tetracampeão mundial, que teve de contentar-se com o quarto posto.

A nona prova do Campeonato do Mundo de F1, o Grande Prémio da Grã-Bretanha,  realiza-se a 5 de Julho, no circuito de Silverstone.