Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Rossi prevê dificuldades

07 de Dezembro, 2016

Rossi admite a velocidade de Viñales no primeiro teste com a Yamaha apanhou-o de surpresa

Fotografia: AFP

As emoções da época'2017 da MotoGP já começam a transpirar fora das pistas. O super-campeão Valentino Rossi admitiu que a velocidade de Maverick Viñales no primeiro teste com a Yamaha, apanhou-o de surpresa. Se mantiver a tendência, espera enfrentar as mesmas dificuldades na pista, que teve com Jorge Lorenzo.

Em entrevista à Deejay Radio, o nove vezes campeão revelou que preferia ver a equipa a contratar outro piloto, para a vaga deixada pelo Jorge. Lorenzo transferiu-se para a Ducati.Em Valência, na primeira sessão de testes de pós-época, o jovem espanhol terminou com o melhor tempo dos dois dias, e recebeu elogios do italiano. Uma semana depois, a equipa fez um teste privado em Sepang. Os detalhes não foram divulgados, Maverick Viñales ficou bastante satisfeito com os trabalhos realizados.

Valentino Rossi entendeu, após os primeiros contactos com o novo companheiro de equipa, que vai ter muitas dificuldades dentro da pista."Teria preferido alguém como Pedrosa, mais velho. Esperava ter menos dificuldades com Viñales, mas após o primeiro teste percebi que na melhor das hipóteses, vai dar-me tantos problemas quanto Lorenzo", disse.

O italiano voltou a falar mais uma vez sobre as razões que levaram o relacionamento entre ele e o antigo companheiro tornarem-se tão tensas."Tudo foi arruinado após o que aconteceu no final de 2015. Depois daquilo, nada foi como era antes. Com Viñales,provavelmente, as coisas vão ser melhores", afirmou.

CRÍTICAS A MARQUEZ
Rossi voltou a criticar Marc Márquez na recta final da época 2015 da MotoGP, apesar de ter reconhecido o talento do tricampeão da categoria."Ainda bem que Márquez não é o meu companheiro de equipa. Creio que no final do ano passado, mostrou muitas coisas que não tinha mostrado antes", destacou.Rossi descreveu que entre os dois "não há mais nada, apenas um relacionamento respeitoso"."Como piloto, é muito veloz e não desiste nunca. Podia dizer até que é rápido demais", classificou Márquez.