Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Rossi procura quebrar "jejum"de vitrias

Altino Vieira Dias - 03 de Novembro, 2018

Fotografia: DR

O campeonato de Moto GP continua, agora, vamos mudar de continente. Da Austrália para a Ásia. Depois do GP da Austrália realizado em Phillip Island, vem aí o Grande Prémio da Malásia,  realizado em Sepang, no circuito de Selangor.
Na corrida passada, mesmo sem o espanhol Marc Márquez em pista, Andrea Dovisioso  teve uma corrida apagada para um piloto que tem lutado por vitórias, pois depois de ter sido ultrapassado pelo espanhol Maverick Viñales, nem sequer conseguiu lutar mais pelo  primeiro lugar, apenas estava a arrastar-se para uma posição no pódio.
E com esta falta de brilho de “Dovi”, Viñales venceu e convenceu, terminando assim o seu jejum. Diferente do ano passado em que se realizou em Outubro, no dia 29, este ano o GP da Malásia será amanhã, 4 de Novembro.
O facto curioso é que o Grande Prémio da Malásia recebe este ano Márquez já campeão antecipado de 2018. Muitos adeptos da teoria da conspiração afirmam que o campeonato perdeu a graça em termos de disputa,o piloto espanhol está a correr relaxado e Dovizioso desmoralizado.
O primeiro porque já assegurou o título e o segundo porque perdeu. Andrea Dovisioso foi o último vencedor do Grande Prémio da Malásia, realizado em Sepang, em 2017. Diferente do ano passado, bem galvanizado, “Dovi” estava muito motivado, pois ainda estava em causa o título mundial, que ele poderia ter vencido.
Será que este ano o piloto entrará com vontade de vencer para minimizar os  ‘danos morais’ com algumas vitórias? Ele e Márquez continuam a ser os maiores  protagonistas do campeonato. O italiano Valentino Rossi não tem boas recordações do Grande Prémio da Malásia, pois foi neste circuito onde começou a desenhar a perda do título e pensou que poderia vencer há alguns anos.
Rossi tirou Márquez da  pista e recebeu uma penalização no GP seguinte, pois partiu da última posição, mas não conseguiu ter um lugar que lhe pudesse garantir o campeonato, apesar da camaradagem dos pilotos restantes que não foram ao pódio e deixaram-se ultrapassar, para não influenciarem no resultado do campeonato.
A Malásia promete confrontos empolgantes a julgar pela corrida da Austrália. Rossi deseja terminar o seu jejum de vitórias e somar mais alguns pontos para consolidar o terceiro lugar e Lorenzo quer voltar em grande depois da operação.
Outros pilotos que também desejam vencer na Malásia são Pedrosa, Rins, Petrucci, Crutchlow e Viñales, este último que venceu o último Grande Prémio realizado na Austrália. Há perspectiva de uma corrida renhida e já se pode começar a desenhar certos lugares inatingíveis a partir do segundo lugar para baixo.