Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Rossi quase entrou na F1

20 de Dezembro, 2016

Valentino Rossi manifesta o seu forte amor pelo desporto motorizado de duas rodas

Fotografia: AFP

Valentino Rossi esteve próximo de trocar a MotoGP pela Fórmula 1, durante a sua carreira. A revelação é de Graziano Rossi, pai da carismática estrela italiana. Valentino chegou a testar carros da Ferrari, a última vez foi em 2010. Num vídeo postado no site oficial da MotoGP, a reflectir sobre anos anteriores, o pai de Rossi comentou: "Valentino esteve muito perto de conduzir na Fórmula 1”.

"Porque a única coisa que é comparável a uma moto da MotoGP é um carro de Fórmula 1. Mas (correr em) outra categoria era dar um passo à retaguarda. Valentino recusou, porque o seu amor pela MotoGP era muito grande”, esclareceu. Nove vezes campeão mundial, Rossi vai disputar a sua 18ª época na categoria principal do motociclismo, no próximo ano. Está a oito vitórias do recorde histórico de Giacomo Agostini (122).

Graziano Rossi continuou: "Se depois de amanhã quiser ser rápido em um carro de rally, por exemplo, ou numa corrida de carros de turismo ou algo diferente da Fórmula 1 ele pode, mas só depois de terminar a missão de ser o número um do mundo”.

CIRCUITO DE F1
Ucrânia apresenta projecto

A Fórmula 1 voltou a bater à porta dos países do leste europeu em 2016, com a inclusão de Baku, no Azerbaijão. A aproveitar a onda, a Ucrânia também quer um circuito, com expectativas de receber uma etapa do mundial. O designer ucraniano Ivan Vishchuk concluiu, recentemente, o projecto de uma pista capaz de acolher eventos do desporto a motor de alto nível, localizado na cidade de Lviv.

Vishchuk mostrou as características do projecto, com um circuito que cumpre todas as normas internacionais. O comprimento de pista é de 5,5 km, enquanto a capacidade é de 70 mil pessoas, com amplo estacionamento para 16.000 veículos.