Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Rossi v situao sem mudanas

06 de Setembro, 2016

Valentino Rossi mais prximo de Marc Mrquez na classificao da MotoGP

Fotografia: AFP

O GP da Grã-Bretanha colocou Valentino Rossi mais próximo de Marc Márquez na classificação da MotoGP, mas o terceiro posto em Silverstone pouco mudou a condição da disputa. Após a etapa, o piloto da Yamaha tem 50 pontos a menos que o rival da Honda. Rossi chegou ao traçado inglês com 53 pontos de desvantagem sobre Marc Márquez, mas o terceiro lugar só lhe rendeu três pontos, já que o número 93 recebeu a bandeira axadrezada logo atrás, em quarto.

Ao fim da corrida, durante uma conferência de imprensa, Valentino Rossi voltou a falar sobre a sua situação na tabela e não indicou muita mudança nas condições. Questionado se ainda vê a vantagem de Marc Márquez grande demais, o multicampeão respondeu: “Sim, tenho a mesma opinião”.

“Quer dizer, 53 ou 50, no fim, se fizer as contas, com 50 é uma corrida a menos e com 53 é uma corrida a mais. Mas, sinceramente, não ligo. Amo essas corridas e a minha meta é tentar lutar pela vitória e estar no pódio daqui até o fim do ano. Eu já estou feliz. Para o campeonato, vamos ver, mas creio que vai ser muito difícil”, anunciou. 

EM SILVERSTONE
Baz e Espargaró
descrevem sorte


Para quem viu o acidente entre Loris Baz e Pol Espargaró na primeira volta do GP da Grã-Bretanha do Mundial de Motociclismo tratava-se de um incidente assustador. Os dois chocaram-se, rolaram por entre as motos e saíram para voltar à pista. Baz ficou inconsciente; Espargaró, com dor na perna. Atendidos e avaliados por médicos, ambos estão sem maiores problemas que os limitem. Baz e Espargaró já pensam na corrida deste final de semana, em Misano. Por ter perdido a consciência, Baz passou por um exame detalhado na cabeça, que não revelou lesões.   

"Foi um susto! Larguei bem e Pol passou-me na curva 1. Posicionei-me para passá-lo na próxima curva, mas Danilo Petrucci surpreendeu-me ao travar cedo demais. Quando me apercebi que bateria nele, saí para a direita, mas Pol estava lá. Não lembro o que aconteceu depois até que eu chegasse na ambulância. De acordo com o primeiro exame, não tive lesões sérias", declarou Baz.O jovem piloto revelou que teve uma "dor de cabeça" no fim do dia e decidiu passar pelo scanner, mas felizmente não deu nada. O seu pé ainda dói e tem uma lesão na coxa.

"Tenho a sorte de não ter me machucado mais e sinto por Pol. Não deu para evitá-lo, não tinha opção. É uma pena, porque tínhamos a oportunidade de uma boa corrida. Agora, vou descansar e preparar-me para Misano", disse.Espargaró, com dor na perna, não foi diagnosticada grave contusão. Não posso falar muito sobre a corrida, porque acabou antes que entrasse no ritmo. Na primeira volta, senti um impacto grande atrás de mim na primeira curva. Comecei a rolar no chão e tanto a minha moto quanto a de Loris me acertaram. Foi azar, mas, para ser honesto, as últimas corridas não foram de acordo com o planeador", disse.