Notice: Undefined offset: 0 in /fasmounts/sapo/WEB/JORNALDOSDESPORTOS/tree/artigo.php on line 118
Jornal dos Desportos - Rússia admite atletas dopados

Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Rússia admite atletas dopados

00 de , 0000

A velocista foi libertada pela Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF) para competir nos torneios europeus e nos Jogos Olímpicos.

Fotografia: AFP

O Comité Olímpico da Rússia admitiu ontem, que oito atletas da equipa olímpica do país têm histórico de doping e por isso, podiam ser proibidos de disputar os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro."Segundo os dados em meu poder, actualmente são oito atletas", afirmou Aleksandr Zhukov, presidente do Comité Olímpico da Rússia, ao responder sobre os atletas do país envolvidos em casos de doping.

No entanto, o dirigente não descartou que em breve apareçam novos nomes de atletas russos nessa lista, com base nas denúncias feitas no relatório McLaren a pedido da Agência Mundial Anti-doping (Wada)."Falei com quase todos os presidentes das federações dos desportos de Verão. Estão a trabalhar activamente e formar as listas de atletas que têm históricos de doping", afirmou.Zhukov disse que as listas de atletas russos que podem disputar os Jogos do Rio devem ser elaboradas em "questão de horas e dias" com as federações internacionais.

"Essas relações devem ser aprovadas por especialistas da Corte Arbitral do Desporto. Eles devem dar sinal verde às relações apresentadas pelas federações internacionais", destacou.O Comité Olímpico Internacional (COI) cedeu às federações internacionais a responsabilidade de decidir sobre que atletas russos podem disputar os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Eles têm de cumprir uma série de critérios, entre os o mais importante: nunca terem sido apanhados em exames anti-doping. Além disso, se forem autorizados são submetidos a novos exames realizados pela Agência Mundial Anti-doping (Wada).
A Wada recomendou que a equipa olímpica russa fosse excluída dos Jogos do Rio, disse estar decepcionada com a decisão do COI.
 
AUTORA DE ESCÂNDALO
PROIBIDA DE COMPETIR

O Comité Olímpico Internacional decidiu que a atleta russa Yulia Stepanova não pode mais participar dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro como atleta neutra. A velocista foi libertada pela Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF) para competir nos torneios europeus e nos Jogos Olímpicos, mas o COI não aceitou a decisão.

A atleta participa das provas de 800 metros, foi a responsável por fornecer evidências para a Agência Mundial Anti-doping (Wada, na sigla) para que o esquema de dopagem russo fosse revelado. Os documentos apresentados por Yulia levaram a IAAF e o COI a vetar a participação de atletas russos no atletismo, em competições internacionais e nos Jogos Olímpicos.

O COI julgou que Yulia que cumpriu dois anos de punição após ser apanhada num exame anti-doping antes de divulgar o esquema, não se encaixa nos critérios para competir sob a bandeira da entidade. A justificativa é que a atleta cometeu violações por doping, então não atendia aos “requisitos éticos” para participar dos Jogos Olímpicos.

Apesar do veto, o COI prometeu convidar Yulia e o marido, Vitaly Stepanov, a acompanhar os Jogos Olímpicos.A corredora e o marido deixaram de viver na Rússia em 2014, por temerem pela sua segurança. Após serem acusados de “traição” por terem reveladoo esquema ilegal que beneficiava atletas do país, Yulia treina e mora actualmente nos Estados Unidos, num local não revelado por questões de segurança.

O líder da Agência Anti -dopagem dos Estados Unidos da América, Travis Tygart, lamentou a decisão do COI de vetar a participação de Yulia, nos Jogos Olímpicos. A decisão “incompreensível”  “indubitavelmente” evita que outros delatores revelem esquemas no futuro, de acordo com o executivo.