Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Rssia tem novo lder na Agncia Antidopagem

29 de Junho, 2017

Alexander Ivlev foi eleito para a presidncia do conselho de superviso da Agncia Antidopagem da Rssia

Fotografia: AFP

Antes da saída de Isinbayeva, o director-geral da Agência Mundial Antidopagem (AMA), Oliver Niggli, defendeu que a antiga atleta que era uma das vozes mais críticas das investigações e sanções impostas ao desporto russo, deveia deixar o posto e abrir caminho para a entrada de uma pessoa independente.

O conselho de supervisão iniciou funções em Dezembro de 2016, foi encarregado de \'limpar\' a imagem da Rússia abalada por vários escândalos de doping, nos últimos dois anos.

Os atletas russos foram impedidos de participarem nos Jogos Olímpicos Rio\'2016, na sequência da descoberta de um sistema generalizado de distribuição de doping, com conhecimento e apoio estatal, que abrangeu entre outros eventos os Jogos Londres\'2012 e Socchi\' 2014 (Inverno).

Na sequência da eleição de Alexander Ivlev para a presidência do conselho de supervisão da AAR, a AMA anunciou também na terça-feira através de comunicado, ter permitido ao organismo russo que planeie e coordene testes de antidoping naquele país do leste europeu, algo que não sucedia desde 2015.

O comunicado refere que estes testes podem ser realizados por técnicos russos, treinados em controlo antidoping, supervisionados por especialistas internacionais, nomeados pela AMA e a agência britânica de antidopagem.

Por outro lado, a Agência Antidoping da Rússia (RUSADA) foi autorizada pela Agência Mundial a “planear e coordenar” controlos, embora, sob a supervisão de peritos internacionais e da agência britânica.

\"Ainda que falte muito por fazer, a AMA reconhece alguns passos como chave na rota para o cumprimento das normas\", justificou o presidente do organismo, o britânico Craig Reedie, em comunicado.

TÉNIS
Murray cancela jogo por lesão


O tenista escocês Andy Murray cancelou na terça-feira a partida de exibição em Londres, devido a uma lesão numa anca, a seis dias do início do torneio de Wimbledon, em Inglaterra, terceiro Grand Slam do ano.

A empresa de gestão do número um do ténis mundial afirmou ter tomado a decisão de suspender a partida com o francês Lucas Pouille, 15.º do ténis mundial, por precaução.Murray programou jogar duas partidas esta semana, no evento de exibição Aspall Tennis Classic, no complexo de Hurlingham, em Londres, depois de ser derrotado na primeira ronda do torneio de Queen\'s, pelo australiano Jordan Thompson, 86.º do ranking ATP, por 7-6 (7-4) e 6-2.