Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

S Silva procura pontuao

Hlder Jeremias - 07 de Setembro, 2013

Piloto angolano atravessa bom momento de forma desportiva e promete levar a equipa Carling zona de pontuao do terceiro campeonato mais importante da modalidade no mundo

Fotografia: Jornal dos Desportos

O piloto angolano de GP 3 Luís Sá Silva está galvanizado para uma prestação bem conseguida na sétima e penúltima jornada do Campeonato Mundial da categoria que o circuito internacional de Monza, vai acolher hoje e amanhã.

Depois de ter feito a sua melhor exibição na jornada anterior, disputada no circuito belga de Spa-Francorchamps o angolano mostrou-se ontem mais desinibido durante a sessão de treinos livres, razão pela qual o seu foco está na busca dos melhores tempos nos treinos cronometrados marcado para esta manhã, de maneira a obter uma posição confortável na grelha de largada e voltar a gerir com eficiência a sua trajectória.

Luís Sá Silva começou a época com muitos problemas, em função da pouca adaptação ao potente motor do GP3 e à difícil competição Europeia, mas na fase derradeira tem evidenciado substancial ascensão. Os técnicos da Angola Racing Team e da Carling são peremptórios em afirmar que “os pilotos têm potencial para os grandes desafios”.

O piloto começou a dar cartas no automobilismo quando da exuberante passagem pelo Campeonato Asiático de Fórmula Renault 2.0 e da Fórmula China Pilota, nos quais sagrou-se vice-campeão, está consciente que para conquistar um lugar de destaque na Europa vai exigir muito mais trabalho.

Por outro lado, o facto de contar com o apoio das autoridades transmite-lhe confiança quanto à concretização do desejo de o país ter pilotos nacionais na maior categoria do automobilismo mundial.

Em declarações à imprensa o piloto nacional reconhece que o facto de correr pela primeira vez no circuito italiano pode ser uma contrariedade, mas serve-se das informações em simuladores e vídeos para o ajudarem na rápida adaptação. O circuito de Monza apresenta características que permitem fazer muitas ultrapassagens em função do número de curvas.

“Apesar de nunca ter corrido em Monza, sei que é um circuito muito interessante e oferece aos pilotos muitas hipóteses de ultrapassagem. Mostrámos evolução em Spa-Francorchamps e pretendemos progredir para alcançar pontos na prova italiana”, disse Luís Sá Silva.


EM MONZA
Técnico do piloto
reitera confiança


O treinador Nuno Pinto reitera a crença na capacidade de superação do angolano, não obstante ser estreante na pista de Monza. Nuno Pinto afirmou que Luís Sá Silva está preparado para lutar pelos lugares pontuáveis, tal como tem demonstrado ao longo da preparação.

“Monza é o templo da velocidade e proporciona uma corrida num ambiente muito especial, não só devido à espectacularidade do circuito, mas também por causa dos imensos espectadores”, disse.

O treinador justifica que “as longas rectas do circuito e o facto de os monolugares rodarem com pouco apoio aerodinâmico proporcionam corridas muito disputadas, com diversas ultrapassagens”. Apesar do Luís Sá Silva nunca ter competido em Monza, Nuno Pinto assegura que a equipa fez um “bom trabalho” de preparação e espera lutar por uma boa classificação.