Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Sagrada vai reabilitar infra-estruturas no Dundo

21 de Janeiro, 2017

A reabilitação de infra-estruturas desportivas

Fotografia: Francisco Bernardo

A reabilitação de infra-estruturas desportivas, com destaque para os campos de terra batida de ténis, no Dundo (Lunda Norte), consta das prioridades de direcção do Grupo Desportivo Sagrada Esperança.

A informação foi prestada na quinta-feira à Angop pelo vice-presidente para as modalidades extra-futebol, Francisco Barros, durante uma visita de trabalho.

Adiantou que, embora ser da responsabilidade do Governo, existe já uma parceria para o restauro dos espaços em estado bastante avançado de degradação.

Lembrou que os campos pelados são fundamentais por ser uma tradição local e no país.

Disse existirem boas condições humanas para a dinamização da modalidade uma vez que procedeu-se a entrega de meios desportivos, como bolas, raquetes, cordas e gripes.

A visita de trabalho do responsável marcou ainda a abertura do programa de preparação dos atletas para a presente época (2017), acrescentando estarem a ser criadas condições para um estágio na África do Sul, visando participação condigna nas provas da Federação Angolana de Ténis (FAT).

O Ministério da Juventude e Desportos decidiu criar uma Comissão de Gestão para gerir os destinos do ténis, em virtude de não se terem realizado as eleições naquela federação em tempo oportuno.

O presidente cessante, Matias Castro, considerou a medida do Minjud como prejudicial para modalidade. Do seu ponto de vista não há motivos nem fundamento para inviabilizar o pleito, porque possuem dados e condições que permitem a sua realização.

“Ao inviabilizar as eleições está-se a prejudicar as conquistas alcançadas no último mandato dessa Federação e que foram fruto de muitos sacrifícios”, disse na altura o número um da FAT.