Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

So Silvestre abordada no congresso da Zona Austral

Silva Cacuti - 17 de Novembro, 2018

Corrida de fim de ano vai contar com a participao de atletas estrangeiros

Fotografia: Jos Cola|Edies Novembro

A Federação Angolana de Atletismo (FAA) vai abordar a realização da 63ª edição da corrida de fim de ano, São Silvestre, no congresso da Zona Cinco, correspondente à África Austral, marcado para 8 de Dezembro, em Joanesburgo, África do Sul, anunciou Bernardo João, presidente da instituição.
\"Vamos aproveitar a nossa participação no congresso dos países da região, para falarmos da nossa prova, reforçar o convite aos parceiros desta zona e trazer mais valias\", disse.
A organização da corrida assegura ter já enviado convites a países da zona, os quais têm carácter prioritário. A prioridade foi também estabelecida em relação aos países africanos de língua portuguesa. Outros países africanos como Quénia e Etiópia foram também convidados. Segundo Bernardo João, os quenianos já responderam satisfatoriamente.
\"O Quénia já confirmou que vai enviar dois atletas, ainda não nos mandou os nomes. Sabemos também de atletas de várias nacionalidades, que trabalham num centro de alto rendimento na Tanzânia, que demonstraram interesse de vir correr em Luanda.
Bernardo João anunciou o arranque das inscrições para o dia 20 de Novembro, data em que será concedida uma conferência de imprensa, em que além da abertura oficial das inscrições vão ser abordados outros aspectos da corrida internacional.
O líder federativo referiu-se também à questão dos prémios aos vencedores da corrida. Disse que a FAA continua ainda a trabalhar na base de prémios para os atletas nacionais, que deverá abranger os 10 primeiros. Nesta categoria, sublinhou, trabalham com uma margem inicial de 500 mil kwanzas para o 1º classificado. Em relação aos integrantes do pódio, os valores a premiar serão em euros. O vencedor da corrida vai receber 3 mil Euros. Ao segundo classificado vai ser pago o valor de 2 mil euros e para o último lugar do pódio vai ser atribuído o valor de mil Euros.
Os vencedores da edição passada, nas classes masculina e feminina, receberam o prémio monetário de 800 mil Kwanzas, cerca de usd 2650, ao câmbio actual. O segundo e terceiro classificados receberam 700 e 600 mil Kwanzas, respectivamente. Ao vencedor da categoria de populares (não federados), a organização ofereceu o prémio de 120 mil Kwanzas.
A edição passada da prova foi vencida por Simão Manuel, que corria pelo 1º de Agosto e cronometrou 31 minutos e 29 segundos. Alexandre João, do Interclube, ficou na segunda posição, com o tempo de 31:35, enquanto David Silva, do Petro de Luanda, fez 31:37.
A prova feminina foi ganha por Adelaide Machado, que repetiu a proeza alcançada em 2016, com o tempo de 36:42. A corredora do Interclube foi secundada pela colega Luciana Viengo, enquanto Josefina Baptista, pelo 1º de Agosto, acabou na terceira posição.