Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Sauber aposta em Pascal Wehrlein

03 de Janeiro, 2017

Pascal Werhlein vai competir com Lewis Hamilton vestido com as cores da Sauber

Fotografia: AFP

A Mercedes acertou a vida de Pascal Wehrlein para 2017. O alemão vai defender a Sauber e formar dupla com Marcus Ericsson. Com a esta decisão, deixa de concorrer à vaga mais cobiçada da grelha,  coloca Valtteri Bottas como o piloto que vai assumir o lugar de Nico Rosberg, na equipa tricampeã. A informação é do site norte-americano ‘Motorsport.com’.

Ao lado de Bottas, Wehrlein também era candidato ao posto de Nico Rosberg, que chocou o mundo ao deixar o desporto  cinco dias depois de conquistar o título mundial em Abu Dhabi, no ano passado. Entende-se que a pouca experiência do suplente pesou contra. A equipa sentiu que o piloto ainda é demasiado jovem para assumir o posto ao lado de um companheiro tão duro quanto Hamilton. 

Os detalhes finais do contrato entre Pascal e a Sauber precisam de ser finalizados, mas isso deve acontecer em poucos dias. A notícia completa o que se revelou no mês passado: diante do interesse da Mercedes em Bottas, a Williams então empregadora do finlandês teve de ir ao mercado procurar um substituto e convenceu Felipe Massa a adiar a aposentação por mais uma época. O brasileiro concordou em ocupar o cockpit do antigo companheiro de equipa.

O GP também apurou que a escolha por Massa atende a várias exigências. Além da óbvia experiência em um ano de mudanças drásticas de regulamento na F1, a vinda de Felipe agrada à patrocinadora -máster da Williams, a Martini. A marca de bebida alcoólica não faz propaganda com 'actores' abaixo dos 25 anos de idade, algo que é proibido pela legislação de vários países, inclusive no Reino Unido.

Portanto, ter o estreante Lance Stroll, 18 anos ao lado de outro novato significa que a principal mecenas da equipa não ia poder usar qualquer um dos dois pilotos para fins de publicidade , e de imagem ao longo do ano. Dessa forma, os anúncios de Bottas, Werhlein e Massa devem ser também coordenados para garantir que nenhuma equipa corra o risco de  ver-se numa posição difícil, a pouco semanas da pré-época.

Com a confirmação do trio, a grelha da F1 vai ter somente duas vagas em aberto para 2017. Ambas na equipa Manor, que actualmente está em negociações para a chegada de novos investidores. Acredita-se que o favorito a um dos dois lugares, na pequena equipa inglesa, seja Esteban Gutiérrez que perdeu a vaga na Haas, para Kevin Magnussen.

O negócio entre Wehrlein e Sauber também fecha a porta a Felipe Nasr, que tentou renovar o seu contrato com os suíços, apesar da decisão do Banco do Brasil, o seu maior patrocinador, em encerrar o acordo de patrocínio com a equipa. Assim, ao brasileiro resta apenas a Manor, na qual tem como concorrente o indonésio Rio Haryanto.