Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Sade de populares preocupa organizao

Silva Cacuti - 17 de Dezembro, 2015

Adriano Nunes falava durante um encontro com responsveis das empresas de comunicao e confirmou que tm existido casos preocupantes, resultantes de alguns excessos por parte dos corredores.

Fotografia: Jornal dos Desportos

O director de prova da 60ª edição da corrida de fim de ano São Silvestre, Adriano Nunes, alertou os populares que estão a inscrever-se para que tenham consciência do estado de saúde, a fim de evitar casos que acabam por ser fatais. Adriano Nunes falava durante um encontro com responsáveis das empresas de comunicação e confirmou que têm existido casos preocupantes, resultantes de alguns excessos por parte dos corredores.

"Nas edições anteriores, contamos com a colaboração dos serviços de saúde que se disponibilizaram a medir a tensão arterial dos corredores e mesmo quando desaconselhados a correr, as pessoas insistiram em participar. Por isso, quero apelar às pessoas que têm de ter consciência do estado de saúde para correr a São Silvestre", disse.

Mais adiante o responsável aconselhou às pessoas a escolherem entre a São Silvestre e a prova da família, que tem carácter lúdico e é disputada numa distância mais curta: três quilómetros."Apelamos às pessoas para terem o cuidado de se abster de bebidas alcoólicas. Se estiver a correr e perceber que tem um alto nível de cansaço, é melhor parar, caminhar e ver se retoma a corrida. Se estiverem a sentir-se mal, temos equipas médicas e é bom que peçam a ajuda do pessoal especializado do que ir na euforia", aconselhou.

A organização anunciou que 67 corredores estrangeiros (41 masculinos e 26 femininos), depois da pré-inscrição, fizeram a confirmação de presença na prova. Adriano Nunes confirmou que os estrangeiros e referências do atletismo angolano vão ter dorsais personalizados. Entre as referências nacionais vão ser personalizados dorsais de quatro atletas femininas e 17 masculinos.

A São Silvestre de Luanda tem habitual partida no largo da Mutamba e a meta no Estádio dos Coqueiros. O percurso está fixado em 10 quilómetros. Os atletas vão passar pelas Avenidas Amílcar Cabral, Revolução de Outubro, Ho-Chi Min, Alameda Manuel Van -Dúnem, Ruas da Missão e 4 de Fevereiro, assim como os Largos do Kinaxixe e do Baleizão.O queniano Stephen Kibet venceu a 59ª edição da São Silvestre de Luanda com o tempo de 28min34s. Em feminino, venceu a sua compatriota Josephine Chepkoech, com 32min19s.

PATROCÍNIO
Net One conecta
a São Silvestre


A Net One, empresa angolana provedora de internet, e a Federação Angolana de Atletismo rubricam hoje às 10h00, na sede da instituição desportiva, à Cidadela Desportiva, em Luanda, um memorando de entendimento que vai permitir a disponibilização de alguns serviços como prémios aos melhores corredores angolanos na 60ª edição da São Silvestre de Luanda.

O acordo dá corpo à estratégia da organização, que tem como objectivo reforçar o pacote de prémios afectados com a redução do orçamento da corrida. A empresa, como se consta, vai oferecer "modens" como prémio aos corredores angolanos, que se posicionarem nas primeiras posições. O engajamento das empresas está também direccionado para o chamamento de um maior número de corredores, uma vez que restam pouco mais de dez dias para o fim das inscrições.

Este é o segundo acordo do género, depois de na semana anterior, ter sido rubricado outro com a empresa DSTV. A plataforma de transmissão televisiva disponibilizou 150 descodificadores como prémio para os corredores populares.
Desde a edição passada, a São Silvestre de Luanda conta com prémios cedidos pela NCR.