Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Sebastian Vettel conquista na "pole" para o GP de Itália

08 de Setembro, 2013

Piloto alemão quer triunfar no circuito de Itália e manter a luta pelo título

Fotografia: AFP

O alemão Sebastian Vettel (Red Bull) conquistou ontem a “pole position” para o Grande Prémio de Itália que se disputa hoje, 12 ª prova do Mundial de Fórmula 1, partindo pela quarta vez esta temporada do primeiro lugar da linha.

Para conseguir a 40ª “polé” da sua carreira, Vettel conseguiu, à última tentativa, a melhor volta ao circuito de Monza, em 1.23,755 minutos. Do segundo lugar da grelha vai sair o outro piloto da Red Bull, o australiano Mark Webber, o único a acompanhar Vettel com um tempo abaixo dos 1.24 minutos, ao rodar em 1.23,990.

O brasileiro Felipe Massa foi quarto, com o tempo de 1min24s132. O brasileiro mostrou evolução em relação às últimas provas, já que não largava tão bem desde as primeiras corridas do ano. Foi o quarto na grelha da Austrália e segundo na Malásia. Com Fernando Alonso em quinto, Massa ainda voltou a bater o companheiro de equipa, o que não acontecia desde o GP da Alemanha, quando saiu em sétimo. Alonso foi oitavo.

O espanhol, segundo do Mundial, vai sair apenas no quinto lugar, depois de fazer um tempo de 1.24,142 minutos, enquanto o australiano Daniel Ricciardo (Toro Rosso) foi sétimo, ao rodar em 1.24,538, naquele que é o seu primeiro após saber que vai subir à Red Bull na próxima época.

Na segunda linha da grelha de partida ficou, de forma algo surpreendente, o alemão Nico Hulkenberg (Sauber), seguido do brasileiro Felipe Massa (Ferrari). A qualificação em Monza acabou por reservar algumas surpresas, como a eliminação do finlandês Kimi Raikkonen (Lotus) e do inglês Lewis Hamilton (Mercedes) na segunda ronda.

Terceiro no Mundial de pilotos, Hamilton, que tinha conseguido a “pole position” nos últimos quatro grandes prémios, conseguiu apenas o 12º tempo e vai sair um lugar atrás de Raikkonen, quarto no campeonato.


Treinos
Raikkonen baixa de produtividade


O finlandês Kimi Raikkonen, que na sexta-feira conquistou o terceiro lugar na primeira sessão de treinos, claudicou ontem e não foi além do 11º lugar, na derradeira sessão de treinos para o GP da Itália, que se disputa hoje.

O piloto foi quem mais se aproximou do ritmo dos pilotos da Red Bull na sexta-feira de treinos livres para o Grande Prémio de Itália de Fórmula 1, e ficou surpreso com o próprio desempenho. O piloto da Lotus fechou o dia na terceira posição, atrás de Sebastian Vettel e Mark Webber.

O melhor tempo de Raikkonen em Monza foi de 1min25s116, bem próximo ao de 1min25s076 de Mark Webber, segundo colocado do dia. A liderança foi de Sebastian Vettel, com 1min24s453.

“Estamos um pouco surpresos por ficarmos na terceira posição, mas ainda estamos um pouco distantes dos carros mais rápidos. Ainda há algumas áreas para melhorar, portanto espero que consigamos encontrar mais velocidade para amanhã”, avaliou Kimi Raikkonen.

Apesar da surpresa do piloto finlandês com o seu desempenho, o resultado de sexta-feira pode demonstrar um bom acerto da equipa da Lotus para o fim-de-semana, já que o francês Romain Grosjean foi o quarto mais rápido do dia.

“O carro pareceu bastante normal para mim hoje e vamos olhar os dados para decidirmos se usamos a configuração de hoje ou a antiga. A mim não me parece muito diferente, portanto vai ser uma decisão mais baseada nos dados”, explicou Raikkonen.