Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Secretário de Estado entrega equipamento

26 de Dezembro, 2013

Zau, procedeu na última sexta-feira, à entrega de equipamento desportivo a 12 equipas

Fotografia: Jornal dos Desportos

O secretário de Estado para os serviços penitenciários, José Bamoquina Zau, procedeu na última sexta-feira, à entrega de equipamento desportivo a 12 equipas de futebol do centro prisional do Bentiaba.

Quando procedia à cerimónia de abertura da época desportiva, que ocorre anualmente naquele centro prisional, o governante entregou um lote de material, que consistiu em camisolas e bolas de futebol.

“Com esforço do governo da província do Namibe e do Ministério do Interior, conseguimos este material para a massificação da actividade desportiva no centro”, disse na ocasião o secretário de Estado à imprensa.

Kartódromo de Luanda
pode sair do projecto


A construção do primeiro kartódromo de Luanda, no âmbito do desenvolvimento do desporto motorizado, é a principal meta da Associação provincial de karting da capital, para o ano de 2014. A informação foi prestada por Isaque Rodrigues “Zazá”, presidente da instituição.

A nossa grande luta em 2014, é a construção do kartódromo em Luanda, o que consideramos factor decisivo para a afirmação da modalidade”, disse.De acordo com o responsável, o presente ano representa o renascimento do karting em Luanda, porquanto, passou a contar com um número de equipas considerável, no Troféu Nacional que se disputou em Benguela, Lubango e Kwanza-Sul, para além de Luanda.

Isaque Rodrigues, felicita os pilotos, directores das equipas, associações e órgãos de comunicação social, pelo excelente serviço prestado ao longo dos 12 meses, e deseja que “2014 seja o ano da afirmação do futuro do karting”.

Em declarações ao Jornal dos Desportos, Zazá sublinhou a importância do apoio dos governos, para que as competições fossem coroadas de êxito nas suas províncias.

Isaque Rodrigues espera que a mesma determinação prossiga nos anos vindouros, para que o karting, seja a garantia real de formação de pilotos angolanos, que possam integrar nas maiores categorias do automobilismo internacional.

Isaque Rodrigues “Zazá”, revelou que o principal entrave prende-se com a falta de um terreno, para a construção do kartódromo. Os proprietários dos espaços praticam preços exorbitantes, fora do poder de aquisição da associação.

No entanto, o dirigente acredita que com a colaboração das autoridades, tal situação seja ultrapassada no início do próximo ano.Estamos gratos, pela disponibilidade que as autoridades da Cidade do Kilamba nos deram, assim como outros recintos, mas vamos apostar na obtenção de um local apropriado, para desenvolvermos o karting com mais propriedade”, augurou Zazá.
 HELDER JEREMIAS