Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Selecção clama por ajuda de todos

Silva Cacuti - 08 de Janeiro, 2016

Presbítero da Igreja Pentecostal Irmão Ricardo e papá Humberto pediram a Deus a protecção para o treinador Felipe Cruz e familiares dos atletas

Fotografia: José Cola

Viajar com sentimento de que a retaguarda está segura e os objectivos vão ser conduzidos pela mão Divina é o quadro anímico da selecção nacional sénior masculina de andebol, que pediu a Deus o olhar para si, enquanto estiver engajada na disputa do 22º Campeonato Africano de andebol. A selecção nacional está a caminho da cidade egípcia do Cairo, onde vai cumprir um estágio de 10 dias antes de competir a partir de 21 do corrente.

Ontem, a derradeira sessão de treino no país foi marcada pela presença de um clérigo que, além de cantar "Deus é tão bom para mim" com os atletas, fez um curto sermão e orou com o grupo. Com os atletas muito participativos, a oração dos irmão Ricardo e papá Humberto, da Igreja Pentecostal, incidiu, entre outros, sobre o fortalecimento e união entre os membros da equipa, sabedoria para o treinador Filipe Cruz, que comanda o corpo técnico, e cuidados divinos para as famílias dos atletas, que partem em cumprimento de uma missão pelo país.

No final, Filipe Cruz disse à nossa reportagem que no processo de treinamento é importante que o estado espiritual do grupo esteja bem.

"Vamos para uma competição em que precisamos de toda a ajuda e a Divina é sempre bem vinda. Os atletas solicitaram e trouxeram uma pessoa para lhes falar da ‘palavra’ e correu tudo bem", disse.

Recorrer à prática de orações antes e depois de compromissos desportivos já é um hábito da parte de clubes e selecções nacionais de andebol. Mas trazer um presbítero ao treino foi inusitado. Gabriel Teka, pivot da selecção nacional, explica a presença dos convidados e diz que foi muito salutar.

"Já temos feito as nossas orações e nunca é demais ter alguém mais capacitado ou revestido de poder para transmitir a sua unção. Oraram connosco e saímos retemperados. Foi muito bom", disse.

A selecção nacional partiu às 3h00 em voo da Air Marrocos e faz escala em Casablanca, de onde parte hoje às 22h00 para a cidade do Cairo.


PREPARAÇÃO
Filipe Cruz manifesta satisfação


O seleccionador nacional sénior masculino, Filipe Cruz, disse ontem que o trabalho realizado no país, desde 28 de Dezembro, visando a participação no campeonato africano do Cairo, Egipto, de 20 a 31 do corrente, foi positivo.

"O balanço daquilo que foi possível fazer, é extremamente positivo em relação ao tempo de trabalho consumido. Notamos que conseguimos recuperar os índices técnicos, tácticos e físicos, embora reste uma margem de trabalho por fazer. Contudo, o que fizemos, deixa-nos optimistas", disse.

O treinador revelou que, depois deste tempo de trabalho, algumas unidades da equipa seguem viagem com mazelas e destacou o guarda-redes Geovany Muachissengue. No entanto, está confiante na sua recuperação. 

"O Geovani tem problema de fungos nos pés e não consegue calçar. Por isso, tem estado ausente de algumas sessões de treinos. Todos os 17 atletas convocados vão para o estágio e estou confiante de que vão recuperar, porque há tempo para isso", disse.

O treinador angolano disse que na fase de estágio tem apenas um jogo confirmado.

"A única equipa com a qual temos jogo já confirmado é o Al Ahly. As outras, vamos ter de consertar com a Federação Egípcia. Queremos equipas que nos causem muitos problemas", disse.

Angola, que procura a melhoria do quarto lugar da edição anterior, começa a jogar no campeonato a 21 de Janeiro, diante da selecção do Quénia.
Na segunda jornada, 22 de Janeiro, a equipa nacional defronta a similar da Líbia. No dia seguinte, a selecção nacional vai ter pela frente a similar da República do Congo, sétima da tabela geral da última prova.

Angola cumpre a pausa prevista para o dia 24. No dia seguinte, defronta a RDC, outra equipa do meio da tabela. Depois deste percurso, a selecção nacional defronta a candidata Tunísia, a 26 de Janeiro, no encerramento da fase de grupos da competição.