Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Selecção conta com apoio do COA

Rosa Panzo - 23 de Dezembro, 2015

Selecção nacional sénior masculina de voleibol de praia com medalhas de ouro nos Jogos Africanos e da Continental Cup trabalha para o apuramento ao Rio de Janeiro 2016

Fotografia: José Soares

A Selecção Nacional de voleibol de praia, cumpre um intenso programa preparatório na Arena Atlântica da Ilha do Cabo, em Luanda, com vista a participação na última fase do Continental Cup, prova de apuramento aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016, conta com apoio do Comité Olímpico Angolano (COA), face às carências de financiamento que afecta a Federação Angolana de Voleibol, liderada por Valentim Domingos.

Em declarações ao Jornal dos Desportos, o director técnico da Federação, Morais Abreu, confirmou que as duplas em preparação atravessam dificuldades para realizar uma preparação condigna. O responsável apela às entidades competentes do desporto e do mundo empresarial angolano a apoiarem a selecção nacional.

"Neste momento, já temos luz verdade do COA. Contudo, continuamos a apelar ao empresariado local para que nos apoiem. Os resultados do voleibol de praia, nos últimos meses, estão à vista de todos", salientou.

Após a conquista da medalha de ouro, nos Jogos Africanos realizados em Brazzaville, as duplas nacionais rumaram para o Egipto onde participaram da Continental Cup, a penúltima etapa de apuramento ao Jogos Olímpico do Rio'2016. A dupla Mauro Van -Dúnem e Éden Sequeira confirmou nas terras faraónicas a qualificação para a última etapa da Continental Cup.


No torneio, Angola pertenceu ao Grupo C e garantiu o passe ao derrotar na final os anfitriões, por 2 sets 0 com os parciais de 21-17 e 21-13.

Para a disputa da última fase de qualificação, a entidade responsável do evento pondera a realização do torneio pré-olímpico nos países africanos de Marrocos, Congo ou Moçambique. O evento está previsto para o primeiro trimestre de 2016 no país que oferecer as melhores condições de acolhimento, de acordo com  o comité organizador.

Morais Abreu assegurou que após à realização dos campeonatos nacionais de voleibol de praia, as duplas convocadas voltaram a trabalhar, "com um volume de trabalho reduzido".

Até ao encerramento da quadra festiva, a selecção nacional treina aos sábados e domingos, na Arena Atlântica com um programa de jogo -treino a fim de os atletas não quebrarem a rotina. Em Janeiro de 2016, o programa de treinos volta ao "sistema normal" com várias sessões semanal".