Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Seleco Nacional pode falhar Campeonato Mundial

Pedro Futa - 26 de Janeiro, 2019

A Seleco Nacional est em risco de no participar na 28 edio do Campeonato do Mundo de Pesca Desportiva ao Corrico de Alto Mar

Fotografia: Agostinho Narciso | Edies Novembro

A Selecção Nacional está em risco de não participar na 28º edição do Campeonato do Mundo de Pesca Desportiva ao Corrico de Alto Mar, a ter lugar em Sodwana Bay -África do Sul, entre 9 a 16 de Fevereiro, caso o Ministério da Juventude e Desportos não autorize a transferência dos 30 mil euros,  junto do Banco, para a taxa de inscrição e hospedagem no palco da competição.
O facto foi revelado em conferência de imprensa, realizada na quinta-feira no Clube Náutico da Ilha de Luanda, pelo  vice-presidente da Federação Angolana de Pesca Desportiva, Rogério Marcos, assegurou que já têm os valores disponíveis em Kwanzas, falta a autorização do Ministério da Juventude e Desportos junto do Banco, para a transferência do montante.
\"Precisamos de 30 mil euros, para a compra dos bilhetes de passagem, hospedagem, aluguer dos barcos e taxa de inscrição, que é de cinco  por selecção. O dinheiro está disponível em Kwanza, estamos à espera da autorização do Ministério da Juventude e Desportos para a transferência em euros, junto do Banco\",  disse.
Rogério Marcos adiantou ainda, que a data limite para a inscrição das selecções nacionais já expirou.
\"A data limite para a inscrição era até ao dia 15 de Janeiro, tivemos de convencer a Organização da prova e graças à boa vontade, abriram uma excepção\", frisou.
A Selecção Nacional parte para o local da competição no dia 7 de Fevereiro, via Joanesburgo, África do Sul, regressa no dia 19 do mesmo mês.

SELECCIONADOR
ESTÁ CONFIANTE

O capitão e seleccionador nacional, Horácio de Pina, está confiante em alcançar bons resultados. Em declarações à imprensa, Horácio de Pina mostrou-se optimista na conquistar do quinto título mundial.
\"Apesar das limitações referentes à questões técnicas,  estamos confiantes em fazer bons resultados, mas não será fácil porque as selecções que não nos faziam frente no passado, hoje,  estão mais fortes, como os casos de Espanha, Portugal e a África do Sul\", disse.
Angola vai estar representada por duas selecções, a equipa A composta pelos atletas Marco Couto, dos Tubarões Team do CNIL, Carlos Manuel e Figueiredo Louro, do Team Release e Marco Queiroz, do Team Calulo.
Na equipa B, tem o Luís Van -Dúnem, da equipa dos Dragões, Júlio da Rocha, do Team Náutico e Airton Moreira, do Monster.
A Selecção Nacional detém quatro títulos, em sete participações África do Sul(2008), Brasil (2014), Angola (2015) e Portugal (2017). Falhou a edição passada em França, por razões financeiras.