Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Seleco Nacional conquista o Campeonato do Mundo

lvaro Alexandre - 30 de Novembro, 2014

A equipa capitaneada pelo comandante Rogrio Matos que conquistou a prova no Brasil

Fotografia: Jornal dos Desportos

A Selecção Nacional “B” sagrou-se ontem, no Estado de Vitória do Espírito Santo, Brasil, campeã mundial de Pesca Desportiva do Alto Mar, com 11 pontos.  A formação liderada por Rogério Matos “Comandante Há Dúvidas?!” conquistou o segundo título mundial na história da pesca angolana, numa competição disputada por 22 equipas em representação de 12 países.

Depois de seis anos sem grandes novidades a nível de selecções nacionais, Angola volta a ser o centro das atenções dos principais concorrentes mundiais. A primeira vez que o país fez história foi em 2008, na África do Sul, onde ergueu o troféu de campeão mundial da maior competição de pesca ao corrico.
No Estado de Vitória do Espírito Santo, a Selecção Nacional B provou que 2014 é um ano abençoado para os angolanos. Dois títulos é um comprovativo inquestionável. A abertura das grandes realizações foi feita pela a formação Tudo Fish, que conquistou o Campeonato do Mundo por equipas, disputado em Abril último, na cidade de Quepos, Costa Rica.

A equipa campeã mundial foi integrada por Rogério Matos (capitão), Júlio Rocha (Team Kuxica), João Tavira (Team Kuxica), Nuno Abohbot (Team Náutico) e Sérgio Santos (Team Dourado do Lobito). A outra formação nacional foi constituída por Fernando Duarte (capitão), Rafael Brigham (integrante da A e do Team Release), Carlos Louro (Team Release), Luís Van-Dúnem (Tudo Fish) e José Manuel (Tudo Fish).

Os vencedores confirmaram o troféu de primeiro classificado com um terceiro lugar na primeira ronda, na segunda ascenderam ao primeiro posto e na última baixaram para o 11º lugar. A Selecção Nacional “A” quedou-se na quinta posição, com 1º, 14º e 24º lugares, respectivamente. A Espanha "A", campeã destronada, foi a grande decepção do campeonato. Os espanhóis ficaram em 17º lugar com 44,5 pontos.

O comandante da Selecção Nacional “A”, Fernando Duarte, fez a seguinte apreciação a propósito da vitória. “Se olharmos para os pontos totais veremos que o peixe pescado pelas duas selecções de Angola tem um percentual elevado. Angola “B” obteve mais de 2600 pontos em peixe pescado e 2150 para Angola “A”. Em seguida foi a Africa do Sul, com 2090 pontos”, disse.

Fernando Duarte acrescentou ainda que “o esquema pontual por mangas foi positivo. O segundo dia deu cabo das aspirações de Angola “A”. A regularidade de Angola “B” foi decisiva para o titulo.”

Em três dias de prova foram pescados 162 exemplares, 83 marlins brancos, 72 dourados, cinco atuns e três wahoos. A maior produção foi obtida na última ronda, com a captura de 99 exemplares,  54 marlins, 44 dourados e um atum.

A classificação final é a seguinte: Angola “B” (11), África do Sul (18), Brasil “A” (19), México “B” (23), Angola “A” (24), Alemanha “A” (24), Itália “A” (25,5), Alemanha “B” (27), Senegal “A” (31,5), Suíça (32), Senegal “B” (33), Itália “B” (36,5), Brasil  (39), México “A” (40), França “B” (42), França “A” (43,5), Espanha “A” (44,5), Áustria “A” (45), Espanha “B” (47,5), Egipto “B” (47,5), Egipto “A” (52) e Áustria “B” (53,5).

ORGULHO
O presidente da Mesa da Assembleia da Federação Angolana de Pesca Desportiva, Francisco Ilunga, felicitou  os novos campeões mundiais. “A conquista da Selecção de Angola, no Campeonato do Mundo de Pesca Desportiva,  no Brasil, é um orgulho para o povo angolano. Esta vitória é o segundo título mundial obtido por Angola, depois da equipa ‘Tudo Fish’ ter ganho o Mundial na Costa Rica, em Abril de 2014. Dois títulos mundiais merecidos pelo desenvolvimento da pesca desportiva angolana ao longo dos anos. Os nossos campeões estão de parabéns”, disse.

O dirigente frisou que para o próximo, o desafio é conquistar o título da prova que Angola vai albergar. “Mais vitórias e sobretudo manter o título em Angola, quando do Mundial que se vai realizar no Lobito em Março de 2015. Também felicito a nossa claque, através da página electrónica ‘Pesca em Angola’, esteve ao lado da nossa Selecção ao longo de todo o torneio”, finalizou.