Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Seleco Nacional reconhece guas do Lobito

lvaro Alexandre- Benguela - 30 de Março, 2015

Os pescadores nacionais tm a companhia dos representantes estrangeiros interessados em observar o formato de pesca usado pelos anfitries

Fotografia: Nuno Flash

A Selecção Nacional participa hoje, das 7h00 às 17h00, na sessão  de treino oficial, programada pela comissão organizadora para todas as delegações realizarem o reconhecimento do espaço piscatório delimitado para a realização das capturas dos exemplares de bico, na 24ª edição do Campeonato do Mundo de Pesca Desportiva de Alto Mar (Big Game Fishing 2015).

O seleccionador nacional, Fernando Duarte, vai aproveitar  a oportunidade oferecida pela organização para realizar as correcções na estrutura moldada para a defesa do título mundial, conquistado no ano transacto, no Estado Brasileiro de Vitória do Espírito Santo. “É uma oportunidade valiosa. O grupo vai ao mar com o mesmo espírito desportivo, sempre à procura da superação”, disse. O técnico nacional e o capitão Rogério Matos afirmaram que todo o aparato está reunido e aguardam apenas pela fase de execução, com a disputa, amanhã, da primeira jornada do Campeonato Mundo.

“É mais uma jornada para voltamos a inspeccionar as zonas exploradas nos treinos anteriores. Tudo está bem delineado e estamos preparados para as condições adversas à boa pesca”, assegurou Rogério Matos. Rogério Matos não deixou de frisar os prejuízos provocados pelas constantes chuvas que se abatem sobre a cidade de Lobito, berço da 24ª edição do Mundial de Big Game Fishing. “As dificuldades foram enormes para concluirmos um dia de treino com êxito. As chuvas foram a grande oposição. Ajudou a debilitar a nossa exploração das regiões de grandes concentrações dos exemplares de bicos”, disse.

Os pescadores nacionais vão ter a companhia dos representantes estrangeiros, interessados em observar o formato de pesca usado pelos anfitriões. A experiência conjunta vai contar com as presenças dos praticantes da África do Sul, Croácia, Espanha, Itália, México, Alemanha e Senegal. Os pescadores brasileiros são os únicos que não se encontram no local da competição.  O membro da organização, Helder Milagre, garantiu que a qualquer momento podem chegar ao Lobito. Caso a delegação da Alemanha e do Brasil cheguem a tempo também vão participar no treino oficial. As duas embarcações estão atracadas na marina do Clube Náutico do Lobito.

Segundo sondagens feitas, as selecções estrangeiras fizeram ontem um trabalho de bastidores. Os capitães tiveram encontros “secretos” com os skipper (tripulantes e auxiliares de bordo) nacionais, das 15 embarcações escolhidas para transportar todas as delegações, para fornecerem elementos adicionais da região pesqueira eleita para albergar o mundial. Angola está presente na campanha para a conquista do segundo título consecutivo e terceiro do seu historial desportivo com duas equipas, plenamente equilibradas.

A formação “A” está composta por Kevin Jongschaap (Tudo Fish), João Tavira Lopes (Team Kuxica), Nuno Abohbot (Team Náutico), Júlio Rocha (Team Kuxica) e Ségio Santos (Team Dourado). O conjunto “B” é formado por  Carlos Louro (Team Release), Luís Van-Dunem (Cabinda Gulf Pescadores), Rafael Brigham (Team Release) e António Garrocho (Dragões).

GRUPO COMPLETO
Kevin Jongschopaap integra combinado nacional

O pescador Kevin Jongschopaap chegou ontem à cidade do Lobito, juntando-se aos trabalhos da Selecção Nacional com vista à defesa do título da 24ª edição do Campeonato Mundial de Pesca Desportiva ao Corrico de Alto Mar. O atleta, que milita na Inglaterra, reforça a equipa A, constituída por João Tavira Lopes, Júlio Rocha, Nuno Abohbot e Sérgio Santos. No  grupo “B”,  o combinado nacional que aspira à revalidação do título conquistado em  2014, no Rio de Janeiro, no Brasil, participa com Carlos Louro, Luís Van-Dúnem, Marco Queiroz, Rafael Brigham e António Garrocho.

Desde 25 de Março, no Lobito, a Selecção Nacional cumpre, à semelhança de outras equipas, os derradeiros treinos de preparação em alto mar. A marina do Clube Náutico do Lobito é ponto de partida e chegada de todas as embarcações e armadores até à área delimitada para capturas das espécies.

Orientada tecnicamente por Fernando Duarte, Angola participa na competição desde 2006, em Portugal, sendo detentora de dois títulos, um dos quais arrebatado em 2008, na África do Sul. Segundo a organização, nove países estão confirmados para participar na XXIV edição do  Campeonato Mundial de Pesca Desportiva ao Corrico de Alto Mar, nomeadamente Angola (duas equipas), África do Sul (uma), Alemanha (uma), Brasil (duas), Croácia (uma), Espanha (duas), Itália (duas),  México (duas)  e Senegal (uma). Para a competição, vão estar disponíveis 15 embarcações por dia e outras três são destinadas a servir de apoio à direcção da prova, que pela primeira vez acontece em Angola, tendo como cidade-sede o Lobito.