Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Selecção regressa do Zonal com medalhas

Rosa Napoleão - 15 de Dezembro, 2013

Angola ocupou a segunda posição na classificação geral do Zonal disputado no Zimbabwe

Fotografia: Jornal dos Desportos

Na classificação geral, Angola ocupou a segunda posição, superada pela África do Sul. O conjunto de tumbling, conseguiu uma medalha de ouro, oito de prata e igual número de bronze, ao passo que a selecção de ginástica rítmica, alcançou quatro medalhas de prata. O esquema de conjuntos arrecadou uma medalha de prata.

 Luquene Agostinho conquistou duas medalhas de ouro, no sistema individual, e uma de bronze na prova por equipa. Cardoso Muela conseguiu uma medalha de prata em individual e uma de bronze por equipas. Muchamba Muela somou uma medalha de bronze. António Afonso, do Kabuscorp, recebeu duas medalhas de bronze (individuais e por equipa). Cleuzia Chitaque , do Bié, recolheu  uma medalha de prata em individual.

Edilson de Jesus regressou com duas medalhas de bronze (individual e equipas) e José Pobre, de Cabinda com duas medalhas de bronze.
 
No sistema de conjuntos em ginástica rítmica, formado por cinco atletas de Petro,do  Bié e de  Benguela, Angola conseguiu uma medalha de prata.
Auxílio Jacob, presidente da Federação Angolana de Ginástica, disse ao Jornal dos Desportos, que esta selecção é nova.

«Estamos muito orgulhosos dos nossos atletas, pelo desempenho nesta prova da Zona VI. O mais incrível é a comissão técnica ter decidido seleccionar apenas atletas novos, que nunca estiveram presentes em competições internacionais, mas ainda assim tivemos o resultado que todos nós testemunhámos. Com esse resultado temos de mostra à sociedade e aos amantes da ginástica, que estamos de facto a trabalhar e que o nível competitivo dos nossos ginastas está a subir cada vez mais», disse.

O dirigente realçou o facto de conseguir superar selecções de renome internacional a nível da modalidade. «Conseguimos ficar à frente de muitos conjuntos já experimentados, como o Zimbabwe, a Namíbia, Moçambique, Lesoto e a Suazilândia, com os atletas menos rodados, comparados aos dos países que referi».
  
Os dois conjuntos chegaram ao país por volta das 17 horas, foram recebidos por membros da federação, encabeçada pela vice-presidente Elsa Pitra, os responsáveis de educação dos atletas e dirigentes dos clubes de Luanda.