Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Seleces da Europa esto fora das "meias"

20 de Outubro, 2015

A Argentina, que bateu a Irlanda por 43-20, e a Austrália, vencedora por 35-34 face à Escócia, deixaram domingo a ‘anfitriã’ Europa pela primeira vez sem representes nas meias-finais do Mundial de râguebi.

Depois da vitória da África do Sul sobre o País de Gales (23-19) e do "esmagamento" da Nova Zelândia à França (62-13), sábado último, os irlandeses e os escoceses também caíram, sendo já certo que não haverá repetição do triunfo único da Inglaterra, em 2003. Nas meias-finais, os sul-africanos, campeões em 1995 em 2007, medem forças com a Nova Zelândia, vencedora da prova em 1987 e 2011, enquanto a Argentina, terceira em 2007, defronta a Austrália, que arrebatou o ceptro em 1991 e 1999.

No primeiro jogo do dia, em Cardiff, os "Pumas" venceram os irlandeses, que continuam sem presenças nas meias-finais, por expressivos 43-20, num embate em que começaram muito bem (17-0), mas permitiram a recuperação dos europeus (23-20). A segunda metade da etapa complementar pertenceu, porém, ao conjunto sul-americano, que selou o ‘passaporte’ para uma segunda meia-final de um Mundial, oito anos depois, com um parcial final de 20-0.

Juan Imhoff, com dois ensaios, foi a grande figura dos argentinos, a par de Nicólas Sánchez, que conseguiu 23 pontos, atrás de quatro conversões (quatro em quatro) e cinco penalidades (cinco em seis).

Matías Moroni e Joaquín Tuculet marcaram os outros ensaios dos argentinos, enquanto Luke Fitzgerald e Jordi Murphy apontaram os da Irlanda. Em Twickenham, a emoção durou até final, com o jogo a ser resolvido com uma penalidade de Bernard Foley, no último minuto, que virou o resultado de 32-34 para 35-34 a favor da Austrália.

A Escócia chegou a "saborear" a vitória, depois de uma intercepção de Mark Bennett, que chegou ao ensaio, transformado por Greig Laidlaw, autor de 19 pontos. Faltavam cinco minutos, mas uma falha num alinhamento comprometeu. A Austrália, na qual se destacaram os dois ensaios de Drew Mitchell, marcou o primeiro ensaio do jogo (5-0), mas a Escócia virou o resultado (5-13) e chegou ao intervalo ainda na frente (15-16).

O conjunto da Oceânia voltou ao comando do marcado no início da segunda metade, mas os escoceses nunca desistiram e chegaram a acreditar na primeira meia-final da sua história com o ensaio de Bennett, mas ainda não foi desta.