Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Seleces Nacionais estagiam em Portugal

Joo Francisco - 25 de Maio, 2019

Chefe da misso pretende participao condigna no evento

Fotografia: Edies Novembro

As Federações Nacionais eleitas para representar o país, de 19 a 31 de Agosto do ano em curso, nos Jogos Africanos de Rabat, no Reino de Marrocos,  foram orientadas  a programar os seus "estágios pré-competitivos" em Portugal, ao abrigo dos protocolos existentes entre Angola e aquele país,  no domínio desportivo. 

Esta foi uma das mais importantes  questões tratadas na última reunião com a chefia da missão, que decorrem  às quintas-feiras, no Comité Paralímpico Angolano(CPA).Auxílio Jacob, chefe da missão Nacional Olímpica, a segunda depois de  estar  à frente da participação angolana nos Jogos da Juventude,  defende que " o facto de existir protocolos entre Angola e Portugal no desportivo de Estado e particulares, em várias modalidades, tornam as acções menos dispendiosas financeiramente ".

"A própria deslocação transporte  aérea ao local da competição (Rabat Marrocos) está facilitada com esta escolha, se tivermos em conta a proximidade entre LisboaPortugal e aquele país africano. E, permite a maior parte das Federações Nacionais envolvidas, beneficiar de Centros de Alto Rendimentos modernos, como os do Rio Maior e do Jamor, entre outros", conclui Auxílio Jacob.

Este ano,  os Jogos Africanos de Rabat 2019, vão ser disputados,  pela primeira vez , sob a égide da Associação dos Comités Olímpicos Africanos (ACNOA), contrariamente aos anteriores organizados pelo Conselho Superior do Desporto em África.

Angola pretende estar presente nestes Jogos,  com uma delegação composta por 166 elementos, em representação das modalidade de andebol, atletismo, basquetebol na modalidade 3X3, boxe, canoagem, ciclismo, esgrima, ginástica, judo, karaté,  natação, remo, taekwando, ténis de mesa, tiro, voleibol de praia e xadrez.

 

FEDERAÇÕES DEFINEM GRUPOS

Todas as Federações acima referidas, tem até este final de semana para remeter a composição das caravanas, incluindo os respectivos chefes e a documentação exigida, segundo uma notificação do Comité Olímpico Angolano(COA), feita na segunda reunião realizada a 16 de Junho, onde ficou definido que estas vão passar a reunir às quintas-feiras, com a chefia da missão. 

À margem desta mesma reunião, entre o COA e as Federações, a delegação de andebol  que é a maior delegação nos jogos de Rabat, com duas Selecções Nacionais (masculina e feminina) as Selecções Nacionais feminina e masculina, entre 19 a 26 elementos , incluindo  atletas, técnicos e equipa médica contabilizada, indicou  como chefe da caravana Francisco Nascimento, ligado ao Conselho de Arbitragem da Federação Angolana de Andebol (FAAND).

A Selecção de Natação, com a maior parte dos nadadores a militar em equipas no estrangeiro, nomeadamente Portugal, indicou o antigo praticante e membro da Federação Angolana de Natação (FAN), António Frank,  para chefiar a  missão.

O Xadrez  foi a última selecção a ser o incluída, vai estar presente em Rabat com dois xadrezistas  masculinos  e outros tantos feminino na competição, por força dos regulamentos, deve indicar para  chefe da caravana, o presidente da Federação, Tito Correia Martins, que se encontra a recuperar favoravelmente de um AVC contraído em Fevereiro deste ano,  ou pelo  1º vice - presidente de direcção, António Assis, Carlos Frades, actual director da comissão técnica, que será o técnico.As demais Federações, que ainda não indicaram os chefes de caravana,  devem fazê-lo nos " timings" indicados, sob pena de incorrer em incumprimentos, à chefia da missão que é encabeçada pelo membro do COA e presidente da Federação Angolana de Ginástica ( FAG) , Auxilio Jacob.