Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Seleces Nacionais ensaiam tcnicas de combate

Antnio Cristvo - 11 de Abril, 2019

As equipas nacionais treinam de segunda-feira a sbado no Distrito Urbano da Maianga

Fotografia: Jornal dos Desportos

As selecções nacionais de judo voltam a trabalhar hoje, à tarde, no ginásio da Escola Nº 1063 do II Ciclo do Ensino Secundário, Ngola Kiluanji, em Luanda, visando a disputa do Campeonato Africano das Nações a ter lugar de 25 a 28 do corrente, na Cidade do Cabo, África do Sul. Os atletas aprimoram as técnicas de combates (ataque e defesa) sob os olhares atentos dos seleccionadores nacionais. A condição física e a técnica individual constam dos itens de avaliação.
As equipas nacionais treinam de segunda-feira a sábado no Distrito Urbano da Maianga, em Luanda, desde o princípio de Fevereiro. O embarque para a Cidade do Cabo acontece no próximo dia 20.
O treinador João Maindo lidera o grupo feminino, composto por Janeth Alberto (-48 kg), Andresa António (- 52 kg), Diassonema Neyde (- 57 kg), Aisha Rebeca (- 70 kg), Maura Ndala (- 78 kg), Joaquina Carlos (+ 78 kg) e Naya Santos (-100 kg).
Aihsa Rebeca e Joaquina Carlos, ambas do Interclube, Maura Ndala (Escola Uragan) e Naya Santos (Escola Acrau) são as estreantes. Janeth Alberto, Andresa António e Diassonema Neyde, atletas do 1º de Agosto, já competiram em várias provas internacionais.
Ângelo António, ex-vice-campeão africano e seleccionador nacional masculino, escolheu os judocas Nair Garcia (- 60 kg), Edmilson Pedro (- 66 kg), Acácio Cassule " Bebe Água " (- 73 kg), Wilson Afonso (81 kg), Sílvio Jorge (- 90 kg), Frederico Mendes ( 90 kg), Audácio Cambamba (- 100 kg) e Kama Filemon (+ 100 kg). Wilson Afonso (1º de Agosto) e Kama Filemon (Banca) são os estreantes e Nair Garcia tem o braçal de capitão.
O vice-presidente da Federação Angolana de Judo (FAJ), Carlos Pedro, é o chefe da comitiva angolana.

CASTIGO

Para a participação da selecção nacional no Campeonato Africano, a Federação tem de pagar um débito no valor 1600 dólares norte-americano ao organismo reitor do continente, por força da ausência e da dívida contraída pelos atletas Aurélio Menga, Pedro Hebo " Pepe ", Casimiro Bento " Miro ", Antónia de Fátima  " Faia ", Pedro Quifucussa, António Vunge, Wilson Bimbi, Teixeira Dias e Diassonema Neyde Mucungi.
Aurélio Menga, que reside em França, e Pedro Hebo " Pepe " falharam a participação no Grande Prémio Dussedorf, em 2016, depois de inscritos. Casimiro Bento  " Miro " e Aurélio Menga também estiveram ausentes no Grand Slam de Paris, em 2016. Antes," Miro " Bento falhou o Grand Slam de Abu Dhabi (2015) e o Grande Prémio Anatiya (2017). Já a ex-vice-campeã africana, Antónia de Fátima " Faya ", falhou a presença no Grande Prémio de Tbilisi. Pela ausência em 2018 no Grande Prémio de Baku, " Pepe " Hebo, Pedro Mateus, Teixeira Dias, Pedro Quicussa, António Vunge, Wilson Bimbi e Diassonema Neyde cada um está obrigado a pagar 100 dólares norte-americano ao organismo internacional mundial.