Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Seleces preparam africanos em Malanje

Rosa Napoleo - 01 de Fevereiro, 2020

Fotografia: Edies Novembro

As selecções nacionais de ginástica vão preparar as participações nos diferentes Campeonatos Africanos no Centro de Alto Treinamento da província de Malanje, o único disponível no país com as condições "mínimas", e no Centro de Alto Rendimento de Sangalhos, Portugal. Angola vai participar dos Africanos de Rítmica, Trampolim e Artística.
O Conselho Técnico da Federação Angolana empenha-se na criação de condições de preparação das selecções que disputam as medalhas de ginástica rítmica de 10 a 15 de Março, no Egipto, de ginástica trampolim de 25 a 30 de Março, na Namíbia e de ginástica artística de 30 de Março a 6 de Abril na África do Sul.
Em declarações ao Jornal dos Desportos, a secretária-geral da Federação Angolana, Nguesa Campos, assegurou que "as disciplinas artística, rítmica e trampolim são Olímpicas e, infelizmente, o país não dispõem de equipamentos ideais para a efectiva preparação dos atletas". "Por isso, Consolamo-nos com alguns equipamentos do Centro de Alto Treinamento de Malanje", disse.
O tempo de preparação em Malanje tem a duração de trinta dias na primeira fase e 15 dias em Portugal na segunda fase, segundo a secretária-geral que acrescentou os objectivos nas provas:
\"Como sempre, queremos chegar ao pódio com o maior número de medalhas. A nossa pretensão é também dar oportunidade aos ginastas a deterem a execução de exercícios de maior dificuldade e melhorarem as classificações anteriores. Vamos ainda considerar as melhores condições de treinamento, o aumento da carga horária de treino e o intercâmbio com os outros ginastas\", disse.
Na convocatória para a ginástica rítmica em seniores constam Sofia Higino, Alice Tomás, Florência Missende, Eunice Ferreira, Biatriz Kasselo, Nkumba Suzana, Junaira Dundão, Rosa Ventura, Luana Gomes, Evaudina Severino e Elizabeth Mangundo. Na rítmica de conjuntos competem as mesmas ginastas.
Na artística embarcam Horácio Pita-Agrós, Xavier Bernardo, Domingos Muatxicumba,
Repene Magalhães, Alexandre Simão, Pedro Sacupuepua e Evaristo Tchikungu.
A ginástica artística feminina vai levar os ginastas Samba Malungo, Sofia Mahula, Clidinadia António, Julmira Segunda e Angelina Elias. A artística júnior leva Salomão Mateia, Henriques Mateia, Asser António e Albino Pedro. Na classe feminina embarcam Samba Mahula e Angelina Elias.
O conjunto de tumbling está composto por Horácio Pitra Gros. Repene Magalhães, Alexandre Simão, Pedro Sacupuepua, Evaristo Tchikungu e Aníbal Luacuti.
A Missão angolana é composta por Nguesa Campos, chefe da delegação, assim como os treinadores Agostinho Sungo para a ginástica artística feminina, Cláudio da Costa para a ginástica artística masculina, a cubana Maria Victória para a ginástica rítmica de conjuntos e a brasileira Larissa da Silva para a ginástica rítmica individual.
Recorde que a ginástica nacional já atingiu o topo das classificações em África, sendo o terceiro país no ranking. Conserva no historial as colheitas de 60 e 30 medalhas em campeonatos africanos.