Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Seleco de Sub-16 embarca amanh

Melo Clemente - 29 de Junho, 2019

Walter Costa define hoje os doze jogadores que vo representar as cores da bandeira nacional no Africano

Fotografia: Jos Cola | Edies Novembro

A Selecção Nacional de basquetebol de Sub-16 em masculino embarca em princípio amanhã para Cabo Verde, onde de 5 a 14 de Julho próximo compete na fase final do Campeonato Africano das Nações da categoria, segundo apurou o Jornal dos Desportos junto de uma fonte federativa.
Para a “operação” Cabo Verde, a dupla técnica constituída por Walter Costa e Vlademiro Ricardino, ambos ex-internacionais angolanos, trabalha com quatro dezenas de atletas. Hoje, acontece a derradeira filtragem para se eleger os doze jogadores que vão representar as cores da bandeira nacional no magno evento.
Apesar de pouco tempo de trabalho, o combinado nacional parte para o arquipélago com o propósito de lutar pelos lugares cimeiros do pódio, segundo fez saber Vlademiro Ricardino, adjunto de Walter Costa.
“A pré-selecção nacional teve muito pouco tempo para se preparar convenientemente. Ainda assim, vamos partir para esta competição com o pensamento de lutar pelos lugares cimeiros do pódio\", augurou o antigo internacional angolano, que se sagrou campeão nacional em três agremiações, nomeadamente, Atlético Petróleos de Luanda, 1º de Agosto e Recreativo do Libolo.
Vlademiro Ricardino fez saber, por outro lado, que o “esqueleto” do grupo está praticamente formado, pelo que vão procurar reforçar alguns sectores no intuito de tornar a Selecção Nacional altamente competitiva.
“Estamos a trabalhar com o grupo que competiu nos Jogos da Juventude, prova que decorreu no Botswana. Vamos reforçar este grupo a fim de estarmos no nosso melhor nível competitivo”, disse.
O adjunto de Walter Costa enalteceu ainda a entrega da rapaziada nos trabalhos de preparação, o que de certa maneira dificulta o seleccionador nacional na hora de escolher os doze embaixadores para o Campeonato Africano das Nações de Cabo Verde.
“A entrega dos atletas nos treinos tem sido total, facto que nos tem deixado satisfeitos. Creio, que vamos ter algumas dificuldades para escolher os doze que vão seguir viagem para o palco da competição, dado a entrega nos trabalhos de preparação”, reconheceu Ricardino.
A falta de documentação, por parte da maior parte dos atletas em observação, poderá limitar também a equipa técnica na hora da definição dos doze para o Afrobasket de Cabo Verde.
“Para além do factor tempo, que esteve claramente contra nós, temos ainda o problema de documentação de muitos rapazes que não está em dia. Isso vai dificultar-nos em certa medida na hora de definir os doze”, finalizou Vlademiro Ricardino.
 Depois de ter falhado a edição passada do Campeonato Africano das Nações da categoria, alegadamente, por problemas administrativos, Angola volta a marcar presença na fase final de um Afrobasket de Sub-16.


PREPARAÇÃO
“Meninas”
projectam
Africano


A pré-selecção nacional de basquetebol feminino de Sub-16 começa amanhã, a partir das 8h00, no pavilhão 28 de Fevereiro, os trabalhos de preparação, visando a participação na fase final do Campeonato Africano das Nações da categoria, competição a decorrer de 25 de Julho a 4 de Agosto próximo, em Kigali, capital rwandesa.
Para o Afrobasket de Kigali, o seleccionador nacional Fernando Sapalo convocou 21 jogadoras, que vão trabalhar na capital do país, Luanda, até a dada do embarque para o local da competição.
A direcção da Federação Angolana de Basquetebol, que se debate com vários problemas de âmbito financeiro, foi “obrigada” a colocar em trabalho de preparação as várias selecções nacionais em Luanda. Trata-se das pré-selecções de Sub-16, em ambas as classes, bem como a pré-selecção sénior masculina-B, que projecta o Afrocan de Bamako, capital maliana.
Fernando Sapalo, seleccionador nacional de Sub-16, no sector feminino, vai aproveitar as três semanas restantes para o início da competição para dotar a equipa de maior rodagem competitiva.
A componente física vai dominar seguramente a primeira semana de preparação do combinado nacional, sem colocar de parte os aspectos técnicos e tácticos. Integram a lista da pré-selecção nacional as basquetebolistas Ana Makanda Mbuende, Roberta Leão, Hilariany Bernardo, Teresa Mbemba, Lesotina Sulabia, Gracieth Seke, Rute Carlos e Mara Gonçalves, Nadjade Djamila, Delfina Bacadila, Marta de Jesus, Maria Rosenio, Ângela Lutukuta, Elisameria Junte, Domingas Dembos e Marilina Romão, Dilma Tomás, Amandla Alexandre, Titina Muya, Isabel Mvonvi e Dilangue Massunga da Cruz.