Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Selecção de sub-19 perde na estreia

Melo Clemente - 02 de Julho, 2017

Pupilos de Raul Fragoso Ferreira Duarte querem dificultar ao máximo os norte-americanos no desafio de mais logo no Arena do Cairo

Fotografia: José Cola | Edições Novembro

A Selecção Nacional de basquetebol masculino de Sub-19 defronta hoje, a partir das 17h15 minutos, no Pavilhão Arena, a similar dos Estados Unidos da América, em partida referente a segunda jornada do Grupo D da fase preliminar da 13ª edição da fase final do Campeonato do Mundo da categoria, prova que arrancou ontem na cidade do Cairo, capital política do Egipto, com termo previsto para o dia 9 do mês em curso.

Depois de ter perdido ontem na estreia, diante da forte selecção da Itália (ver peça a parte), o combinado nacional volta a ter hoje pela frente, mais uma nação poderosa do basquetebol mundial, no caso, os Estados Unidos da América, actuais campeões mundiais da categoria.

Apesar do favoritismo norte-americano, a julgar pelo número de troféus mundiais conquistados, num total de seis, sendo por isso, a nação mais titulada do mundo nesta categoria, a Selecção Nacional vai procurar dificultar ao máximo o favoritismo dos actuais bicampeões mundiais, que estão na cidade do Cairo com a missão exclusiva de conquistar o tetra.

O seleccionador nacional, Raul Fragoso Ferreira Duarte, vai apostar numa equipa altamente competitiva, com a condução do jogo ofensivo a ser atribuído ao jovem Childe Dundão, base do Atlético Petróleos de Luanda, ao passo que o jogo interior será liderado pelo extremo poste, Sílvio Sousa, campeão africano de sub-16 e sub-18, respectivamente.

Aliás, o poste que actua nos Estados Unidos da América, numa das universidades daquela país, é sem sombras de dúvidas o principal rosto da Selecção Nacional, dirigida pelo técnico angolano, Raul Fragoso Ferreira Duarte. Sílvio Sousa vai reencontrar alguns jogadores que defrontou no Campeonato do Mundo de Sub-17, prova disputada no Dubai, em 2016.

Dado a diferença, quer em termos de peso, quer em termos de altura, o seleccionador nacional vai apostar numa equipa que seja capaz de sair rápido nas transições defesa ataque, privilegiando sempre a circulação de bola em todas as zonas de jogo. A defesa homem a homem deverá ser igualmente uma das estratégias a ser utilizada pelo seleccionador nacional, que apesar de reconhecer o potencial dos Estados Unidos da América, não esconde a vontade de efectuar uma boa partida logo mais diante dos norte-americanos, principais candidatos a conquista do título mundial.

Entretanto, ainda hoje, para o Grupo D, a Itália que ontem bateu a Selecção Nacional, enfrenta a congénere do Irão, a partir das 19h00, no Pavilhão Arena do Cairo, num prélio em que os italianos são claramente favoritos à conquista dos dois pontos em disputa. A jornada número dois começa com o Grupo A.

Coreia e Argentina abrem as hostilidades, a partir das 12h15 minutos, ao passo que a França e Nova Zelândia medem forças a partir das 14h30 minutos. A selecção do Mali, uma das representantes do continente africano, defronta o Japão, a partir das 12h45 minutos, isto para o Grupo C, ao passo que Espanha e Canadá lutam pela liderança do Grupo, a partir das 15h00.

Já no Grupo B, a selecção do Porto Rico terá pelo caminho a similar da Alemanha, a partir das 16h45 minutos, ao passo que a Lituânia terá pela frente o país organizador (Egipto), a partir das 19h30 minutos. A fase preliminar do Campeonato do Mundo está ser disputado no sistema de todos contra todos a uma volta, passando para a fase seguinte as quatro selecções de cada grupo, que nos sistema cruzado (A com B e C com D) vão disputar o passe para os quartos-de-final da aludida competição.

Primeira jornada
Cinco nacional perde na estreia frente a Itália

A Selecção Nacional de basquetebol de Sub-19 estreou-se com derrota, ao perder ontem, no Pavilhão Arena do Cairo, Egipto, com a congénere da Itália, por 66-70, após prolongamento, em partida que marcou o encerramento da primeira jornada do Grupo D da fase final do Campeonato do Mundo da categoria, competição a disputar-se de 01 a 9 do mês em curso. No tempo regulamentar as duas selecções encontravam-se igualadas a 64 pontos.

Ao intervalo maior, os angolanos perdiam apenas por sete pontos de diferença (29-36). A selecção Nacional entrou algo desconcentrada, fundamentalmente, no capítulo defensivo, tendo perdido no parcial por 17-25. Liderado pelo extremo poste, Sílvio Sousa, o combinado nacional surpreendeu a forte selecção da Itália no segundo período, e venceu no parcial por 12-11, perfazendo 29-36, ao cabo dos primeiros vinte minutos, a favor da selecção europeia.

E  contra todas as expectativas, a Selecção Nacional voltou a superiorizar-se no terceiro quarto e, venceu no parcial por 19-12, impondo um rigoroso empate a 48 pontos a entrada do derradeiro quarto. E para não variar, os pupilos de Raul Fragoso Ferreira Duarte, voltaram a estar em grande plano do derradeiro quarto, e impuseram um rigoroso empate a 16 pontos, registando-se um empate a 64 pontos, ao cabo dos 40 minutos regulamentares.

Durante os 40 minutos, registaram-se quatro igualdades (13-13, 48-48 e 64-64). No prolongamento, os italianos foram mais felizes, ao anotarem seis pontos, contra dois dos angolanos, fixando o resultado final em 66-70. A ineficácia nos lançamentos livres acabou por ditar a derrota de Angola frente a forte selecção da Itália. Sílvio Sousa, Childe Dundão e Geraldo Santos foram os melhores marcadores do cinco nacional, com 18, 10 e 10 pontos, respectivamente.

O base Childe Dundão foi o atleta mais utilizado, com 33 minutos e 59 segundos, seguido de Sílvio Sousa, extremo poste, Jonatão Ndjungu, poste,  e Eric Amândio, base, com 29 m e 24 s, 26 m, 41 s e 14 m 4 s, respectivamente. Já o Egipto, país organizador da 13ª edição do Campeonato do Mundo, venceu de forma apertada (67-65), a similar do Porto Rico, em partida referente a primeira jornada do Grupo B.

Ainda ontem, para a primeira jornada do Grupo A, a Nova Zelândia derrotou a similar da Coreia do Sul, por 88-81, num prélio os neozelandês sempre mantiveram o domínio das operações. Para a conclusão da ronda número um do Grupo A, a França venceu a Argentina, por 62-53.

O Canadá cilindrou a formação do Mali, outro representante do continente berço da humanidade, por 91-42, isto para o Grupo C, numa partida em que os canadianos dominaram completamente o desafio, ante a passividade da defesa maliana. Ainda para o mesmo Grupo, a selecção de Espanha que conta na sua galeria com um título mundial, vergou a similar do Japão, por 67-78.

ESTADOS UNIDOS
APLICAM CHAPA CEM

A selecção dos Estados Unidos da América atingiu a chapa cem, ao derrotar ontem, no Pavilhão Arena do Cairo, Egipto, a similar do Irão, por expressivos 108-48, partida que abriu a ronda inaugural do Grupo D da fase preliminar do 13ª edição do Campeonato do Mundo de Sub-19, quando ao intervalo conservava já uma vantagem considerável de 22 pontos (24-46).

Os actuais bicampeões mundiais entraram melhor na partida, ao contrário do seu opositor, que cometia inúmeros erros defensivos, tendo perdido primeiro quarto por uma parcial de 6-18. Os norte-americanos voltaram a evidenciar a sua classe, vencendo os quartos subsequentes  com os parciais de 28-18, 30-13 e 32-11, fixando o resultado final em 108-48.

Já a Lituânia, uma das candidatas ao título mundial, venceu a congénere da Alemanha, por 98-79, na abertura da jornada número um do Grupo B da fase preliminar do Campeonato do Mundo da \"bola ao cesto\".                                                 

Marcadores
Kulboka lidera
lista dos artilheiros

O lituânio A. Kulboka lidera a lista dos melhores marcadores da fase final da 13ª edição do Campeonato do Mundo de basquetebol masculino de Sub-19, competição que arrancou ontem na cidade do Cairo, capital política do Egipto, com 25, a entrada da segunda jornada da aludida prova. A segunda posição da lista dos artilheiros é ocupada pelo T. Wynyard, da Nova Zelândia, com 22 pontos, ao passo que o francês B. Tchonaffe aparece no terceiro lugar, com 21 pontos, respectivamente.
M.C

Decisão
Tunísia e Senegal
acolhem Afrobasket

Tunísia e Senegal vão acolher de 8 a 16 de Setembro do ano em curso à fase final da 29ª edição do Campeonato Africano das Nações de basquetebol em seniores masculino, vulgo Afrobasket, de acordo com o site do organismo que tutela a modalidade de \"bola ao cesto\" no continente berço da humanidade. As 16 selecções apuradas para a 29ª edição do Campeonato Africano das Nações (Afrobasket) serão divididas em quatro grupos de quatro selecções cada.

As cidades de Dakar, Senegal, e Tunis, Tunísia, vão albergar dois grupos cada uma. As duas primeiras classificados de cada grupo com palco em Dakar, Senegal, juntar-se-ão as outras quatro selecções em Tunis, para a disputa do título da 29ª edição do Campeonato Africano das Nações da \"bola ao cesto\".

Na Tunísia serão disputados os quartos-de-final, meias-finais e final da referida competição. Estão apuradas para a fase final do Afrobasket 2017 as selecções de ANGOLA, Camarões, República Centro Africana, Costa do Marfim, República Democrática do Congo, Egipto, Guine, Mali, Marrocos, Moçambique, Nigéria, actual campeã africana, Rwanda, Senegal, África do Sul, Tunísia e Uganda.                                    
M.C